30 maio, 2008

A Comissão do Anuncio Convida

Convidamos você para participar conosco de uma tarde de formação sobre missão.
Todos nós somos missionários e missionárias.

Será sábado no Colégio Santo Inácio. Início às 13h30m
Assessores:
Dom Anuar Battisti e Pe Gecivan

CADÊ OS CRISTÃOS NESTE MUNDO?

Eu me pergunto para quem estamos falando? Para quem estamos dirigindo os milhares de discursos sobre a Palavra de Deus? Porque ainda não alcançamos os ouvidos dos marginais, dos violentos, dos que morrem e matam sem dó e piedade? Estamos falando para as paredes, ou nossa linguagem, a mensagem que estamos transmitindo, está numa freqüência e o povo está noutra? Porque aquele fiel participante, na vida prática não paga o salário justo, engana e corrompe em benefício próprio? Não é por falta de quem fala, e nem de quem escuta. Está faltando o quê? Aonde nós pregadores estamos errando? Aonde o povo de Deus, cristãos, discípulos de Jesus, vivem o que escutam?
O artigo é do arcebispo da Arquidiocese de Maringá, Dom Anuar Battisti. VEJA AQUI

NOTA DA CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL SOBRE A DECISÃO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (STF aprova pesquisas com células-tronco embrionárias)

Reafirmamos que o simples fato de estar na presença de um ser humano exige o pleno respeito à sua integridade e dignidade: todo comportamento que possa constituir uma ameaça ou uma ofensa aos direitos fundamentais da pessoa humana, primeiro de todos o direito à vida, é considerado gravemente imoral. Veja Aqui

JUIZ REJEITA DENÚNCIA CONTRA SERVIDORES POR PARTICIPAÇÃO NA GREVE

Ontém (29), quarenta e três servidores públicos municipais, dentre os quais, a presidente do SISMMAR, Ana Pagamunici, além do assessor sindical e do advogado do sindicato, foram absolvidos pelo Juiz José Cândido Sobrinho, do Juizado Especial Criminal de Maringá.A decisão que absolveu os trabalhadores refere-se ao processo judicial pela suposta prática do crime de desobediência, quando da desocupação militar do Paço Municipal, na madrugada do dia 29 de junho de 2006.A fundamentação da decisão respaldou-se no fato de que a conduta dos trabalhadores não caracterizou o crime de desobediência, nos seguintes termos: Veja Aqui

29 maio, 2008

Olá padres, Lideranças e todo o Povo de Deus


Atenção:
A Formação programada pela CEBs na região Pastoral: Centro, Centro Norte, Centro Sul, Leste e Oeste serão transferida para o segundo semestre.

Diante da boa nova da CEBs (Comunidades Eclesiais de Base) ter sido assumida como prioridade em nossa arquidiocese de Maringá e como definido na assembléia que até o final de junho devemos elaborar projeto, vimos como necessário transferir as formações para o segundo semestre, dessa forma, já com o projeto elaborado trabalharemos tendo ele como base.
Em breve estaremos enviando a data das formações.
Contamos com a compreensão de vocês.
Meu abraço fraterno
Lucimar Moreira Bueno (Lucia)
Coordenadora Arquidiocesana das CEBs

A Igreja anglicana da Austrália ordena duas mulheres como bispas

“Tem sido difícil, mas se chegou a provar que não havia argumentos teológicos que se opusessem à ordenação de mulheres a bispo”, comenta um dos responsáveis pela comunicação do sínodo da Igreja anglicana da Austrália em Sidnei. “Foi precisamente agora que se chegou a isso”, sorri de sua parte Rachel McDougall, jovem canônico da catedral St. Paul de Melbourne. E acrescenta, fazendo alusão à assembléia de todos os responsáveis anglicanos do mundo, que ocorre de dez em dez anos e que terá lugar em julho: “Era importante que estas ordenações fossem feitas antes da Conferência de Lambeth. Saiba mais Aqui

Comitê de Combate à Corrupção Elitoral

Terça Feira (27) realizamos à reunião extraordinária do ARAS - Associação de Reflexão e Ação Social da Arquidicese de Maringá e dfinimos pela formação do Comitê de Combate à Corrupção Eleitoral, previsto na lei 9840. O projeto de lei de iniciativa popular impedindo a candidatura de pessoas com pendências judiciais relativas a atos incompatíveis com o exercício do mandato e candidaturas dos que renunciam ao mandato para escapar de punições legais que está sendo apoiado pela CNBB e a redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais. Temos como objetivo envolver a base e entidades.
Em breve estarei divulgando a data do lançamento que visa motivar e envolver.

28 maio, 2008

Perseguições aos Servidores continuam

O último jornal do SISMMAR denúncia mais uma vez as perseguições da atual administração aos servidores municipais. Três servidores estão respondendo processos. Veja Aqui

23ª ROMARIA DA TERRA ACONTECERÁ NO MUNICÍPIO DE QUERÊNCIA DO NORTE

A Comissão Pastoral da Terra do Paraná tem a grande alegria de informar a todas as comunidades e organizações que a 23ª ROMARIA DA TERRA DO PARANÁ, acontecerá no município de Querência do Norte, no dia 17 de agosto de 2008.
O tema da Romaria será a Impunidade no campo e os desafios da Reforma Agrária. Veja Aqui

Doadores de sangue

O ex - seminarista Rogério Candido Rodrigues, de Dr Camargo, pede ajuda á todos. O seu irmão, Alan Candido Rodrigues, está com câncer e precisar urgentemente de 10 doadores de sangue. Segundo o Rogério, a cada bolsa de sangue que ele toma, tem que arrumar 3 doadores para repor o banco de sangue do hospital. As pessoas interessadas devem se apresentar na recepção do banco de sangue do Hospital do Câncer, e avisar que a doação é para o Alan Candido Rodrigues, paciente do hospital

Melô do Congresso

Veja o melô do congresso.
muito bom
Veja Aqui

Hoje a Igreja católica na cidade de Paiçandu realiza:

As duas paróquias da cidade de Paiçandu Santo Cura D'Ars e Jesus Bom Pastor realiza hoje (28) um encontro com a finalidade de discutir a questão do racismo. O objetivo com esse encontro é motivar outros organismos da sociedade para somar força. O encontro será as 20h na Paróquia Jesus Bom Pastor e conta com a participar do grupo de capoeira da cidade.

Curos de especialização em: Gestão de Políticas Sociais

Aras - Associação de Reflexão e Ação Social da Arquidiocese de Maringá e o INBRAPE - Instituto Global de Estudos Avançados realizam especialização em Gestão de Polítcas Sociais. Informação pelo telefone (44) 3028-1557

Noite Cultural terá animação da banda Kirie

Por: Cristiano Menezes
Dia 31 de maio, a partir das 19h30, a Pastoral da Juventude da Capela Nossa Senhora do Rosário realizará mais uma Noite Cultural.
O evento contará com apresentações artísticas elaboradas pelos próprios integrantes dos grupos de jovens de nossa Paróquia e da Paróquia Nossa Senhora da Liberdade, valorizando os talentos e o potencial da juventude da nossa Pastoral.
A animação ficará por conta dos grupos e também da Banda Kirie. Organize seu grupo e venha celebrar conosco!!!!!!!!!!
Informações:
Zé: jcmedpj@yahoo.com.br
Cristinao: cristianojme@hotmail.com
A Noite Cultural vai acontecer no Salão Marcelino Champagnat, no jardim Paulista.
Como chegar?

Câmara aprova emenda que aumenta nº de vereadores

A Câmara dos Deputados aprovou na nesta terça-feira, por 419 votos favoráveis, oito contrários e três abstenções, em primeiro turno, a proposta de emenda à Constituição que aumenta o número de vereadores dos atuais 51.748 para 59.302. No entanto, a proposta, que depende ainda de votação em segundo turno, reduz os gastos com as câmaras municipais. Veja Aqui

O que é UNASUL?

O que é UNASUL? Onde America Latina quer chegar com UNASUL? ? Veja aqui

27 maio, 2008

Lúcia, parabéns

Lúcia, parabens pelo trabalho feito. Gostaria de reforçar que uma celebração anual da "VIDA" que envolvesse toda a diocese seria importante na evangelização e evitar que o congresso vote a lei do aborto.

Atenciosamente,
Rubens Reggiani

Olá, companheiros e companheiras de Maringá...

É muito bom ver as CEBs apoiadas e asseguradas como prioridades da Arquidiocese de Maringá. A Comunidades de Base são Igreja e nos recordam a vida das primeiras comunidades cristãs, aquelas que estavam "no Caminho".
Mais feliz ainda fico em ver a Juventude como uma das prioridades. Como diz o 5º Plano de Pastoral Orgânica de Campinas: "Optar pelos jovens é optar pelo Homem Novo!" Assim, acredito que a Arquidiocese de Marinda vai seguir com seus trabalhos pastorais, acreditando no Homem Novo, no Mundo Novo: A Civilizalção do Amor!

Abraço Fraterno

Maycon Mazzaro

Uma igreja refletindo e decidindo... se torna mais próxima da realidade e do evangelho

Foi esse meu sentimento que nesse fim de semana em nossa Assembléia Arquidiocesana. Como é bom e frutuoso quando a igreja se da o direito de refletir sua atuação, seu ser... Penso até que, momentos assim, hoje são mais urgentes, necessários.
Numa sociedade de mudanças rápidas e plurais, estarmos vigilantes nas reflexões ajudará a não nos perdemos nesse emaranhado de situações na qual nós igreja estamos vivendo. Não estamos fora do mundo, somos no mundo.
Acho até que, essa Assembléia, será um estímulo grande para nós cristãos - as vezes cansados e "des-animados" - e recuperar as nossas forças.
Mas, insisto, não podemos ficar tanto tempo sem momentos como o que vivenciamos nesse final de semana.

Ivaldir, pe.

Pastoral da Juventude deve incidir na vida dos jovens do país

A Pastoral da Juventude deve-se fortalecer no Brasil e ter uma incidência maior na vida dos jovens do país.
Foi o que pediu esse final de semana Dom José Luiz Bertanha, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), na 15ª Assembléia Nacional das Pastorais da Juventude do Brasil, realizada em Brasília. Leia Aqui

Cadê o Samu? Nada de Samu

Um homem cai no terminal por volta das cinco da tarde. Seus colegas motoristas e fiscais se desesperam, pedem para chamar o Samu. Alguém diz que já ligou. Ligam também para a empresa pedindo socorro. O tempo passa, o fiscal está tendo um aneurisma cerebral. Diante da demora, dois motoristas da TCC pedem aos passageiros de um ônibus lotado para que desçam. Todos compreendem a situação e o homem é colocado no ônibus vazio e levado em alta velocidade para a Santa Casa. Já era tarde. O fato aconteceu há pouco menos de um mês. Mas a revolta ainda é grande entre os motoristas e fiscais da TCCC, que reclamam da demora do Samu e do descaso da empresa diante da emergência. A esposa do fiscal morto está inconformada.Claro, nada disso vai para a mídia tradicional. Como não há divulgação nenhuma sobre os frequentes acidentes nas portas dos ônibus lotados. Acidentes que são ocasionados pelo brusco fechar de portas e pela total impossibilidade do motorista assubiar e chupar cana ao mesmo tempo. A presença do cobrador , zelando pela segurança de quem embarca e desembarca nos ônbus urbanos de Maringá, precisa ser repensada.

É Tempo De Assembléia! - "Uma Nova Época"

"Uma Nova Época"

A Conclusão da Assembléia Arquidiocesana de 2008 foi um sucesso em sim pela organização, pelo tempo dado para discutir nos 18 grupos e pelas idéias que surgiram e as convergências que saíram, pelo numero de pessoas que fizeram uso do tempo para falar á Assembléia como também pelo conteúdo, pelo otimismo e atmosfera de alegria que foi criada entre os quase 400 participantes sem fazer faltar a seriedade necessária da parte de cada um para que a situação não se descontrolar com conversar paralelas - qual alegria e otimismo sem duvida nenhuma vão contagiar a base nas nossas paróquias - pelo preparo que o coordenador Pe. Sidney mostrou resultando num total respeito á Pauta e o que foi preparado mas também para a Assembléia presente sem deixar de mostrar firmeza quando ele achou necessário - "deixa para mim, eu sei que vai der certo!", pelo respeito mostrado pelo Arcebispo de deixar a Assembléia fluir sem, ao meu ver, deixar de lembrar quantas vezes foi necessário que o nosso ponto de partida como também o ponto chegada em qualquer discussão e´ e deve ser daqui pra frente o Documento da Aparecida - que por sinal estava nas mãos de vários participantes!

Por causa de tudo isso, mas especialmente porque a Assembléia foi a primeira celebrada após a publicação do documento da Aparecida, sem duvida nenhuma vai marcar o inicio de "Uma Nova Época" na nossa Arquidiocese! A Igreja na América Latina vem dando um bom exemplo a Igreja pelo mundo afora neste último meio seculo, mosrando sim que estes grandes encontros continentais devem ser celebrados regularmente - aproximadamente cada 10 anos! Porque assim por causa da nova síntese que um documento como Aparecida produz, nunca totalmente perfeito talvez mas atual, se torna um ponto referencial atualizado que ajuda as partes nas controvérsias inevitáveis que sempre surgem! (Para colocar novo animo na Igreja Universal, como estamos vendo com a celebração de Aparecida na America Latina, um Terceiro Concilio Vaticano e´o elo que está faltando so nivel universal! Muito problema,muita discussão para ser resolvido só por Pedro sozinho!)

Ninguém pode dizer que os quatro prioridades que foram escolhidas, sem excluir outros aspectos da vida eclesial, não são totalmente pertinentes e que são conclusão direta , mais do que outra coisa, do documento de Aparecida: Igreja de pequena comunidades, Igreja olhando e aberta para o mundo, Igreja ao serviço das famílias nas alegrias e tristezas delas, e uma Igreja destacando a Juventude para que juntos com eles vê o que necessita para que Ela e o Mundo "garantam a realização plena de sua dignidade de ser humano"!

Uma Nova Època para a Igreja particular em Maringá começou!

Pe. João Caruana - Maringá.
Segunda, dia 26 de Maio 2008.

26 maio, 2008

Prioridade assumida. A assembléia da Arquidiocese de Maringá foi 100% ação do Espírito Santo de Deus.

Povo amado de Deus, a assembléia da Arquidiocese de Maringá, que há mais de um ano vinha sendo realizada teve neste final de semana (24 e 25) sua conclusão.

Após apresentação de dados levantados pela pesquisa realizada que nos levou ao conhecimento da realidade da arquidiocese, quatros prioridades foram escolhidas de forma bem participativa, discutida, defendida envolvendo a participação do arcebispo, padres, religiosas e religiosos, leigas e leigos, diáconos e seminaristas, nós não ficamos separados, mas juntos, sem hierarquia, todos nós como Povo de Deus,

Para cada uma das prioridades assumidas serão elaborados projetos que deverão ser apresentados no mês de junho.

Os quatros compromissos assumidos numa mesma igualdade de prioridade são?
- As Comunidades Eclesiais de Base (CEBs)
- Juventude
- Promoção da vida e ação social
- Família

Um novo rosto, uma nova postura, um novo encanto, renasce a esperança.

Mudança de estrutura, mudança de mentalidade, muito trabalho, os pés precisa estar no chão, o olhar no horizonte e sujar as mãos, ir à luta. São grandes os desafios.

As CEBs foram assumidas e precisam ser compreendidas. Conhecer sua face, seu jeito de ser igreja presente na base, no meio do povo, para o povo e com o povo. Igreja Povo de Deus, onde as leigas e leigos são protagonista da ação evangelizadora, protagonista na transformação de uma sociedade justa e solidária, levando a presença da Igreja em todas as instancia da sociedade e na política. É preciso conhecer seu jeito de organizar, de olhar, de atuar, celebrar, de posicionar-se diante dos fatos e realidade, de ser fermento na massa dentro e fora da Igreja. Temos que ter consciência que os dias são outros, a realidade é outra e requer linguagem e formas diferentes más o horizonte desejado são os mesmos. É preciso a consciência da importância da presença dos ministérios ordenados como pastor, animador, evangelizador, presença amiga que caminha junto a exemplo do Jesus da passagem dos discípulos de Emaus.

A juventude como prioridade. Como é rica a nossa Igreja, que bom uma Igreja que se propõe ir até a juventude, para ouvi-la, dar as mãos, trilhar cominho junto, resgatar, acolher valorizar e promover a vida.

Consciente que a família é o maior patrimônio da humanidade e que existem muitas interferências que visam sua desvalorização, sua destruição ela é assumida como prioridade e a Igreja se propõe caminhar com ela, trilhar caminho junto para uma formação na fé, nos valores cristãos, no amor, na fidelidade, no respeito, na busca de estruturas justas para que as famílias tenham vida digna despertando a consciência de seu papel evangelizador e seus deveres como instrumento de transformação e construção de uma sociedade justa e solidária, geradora de vida.

Consciente que o papel da Igreja é defender e promover a vida prioriza ação social, a certeza de sua importância no mundo, de seu papel na Igreja e fora da Igreja.

Foi à primeira assembléia que participei, mais uma graça de Deus em minha vida. Confesso que teve momento na assembléia que quase chorei, porque sonhei muito e lutei muito nos últimos três anos para ver as Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) ser assumida como prioridade em nossa Arquidiocese, porque acredito nelas. Agradeço a Deus porque o meu sonho que não é só meu foi realizado. Como foi lindo ver na assembléia padres, religiosas, leigas e leigos defendendo e lutando para que ela fosse prioridade. Como foi bom e um determinado momento da assembléia ouvir do Arcebispo Dom Anuar Battisti “as nossas paróquias precisam ser redes de comunidades eclesiais de base (CEBs)”.

Acredito que a Igreja que se encontra na Arquidiocese de Maringá será realmente uma Igreja samaritana a serviço da vida.

Lucimar Moreira Bueno (Lúcia)

23 maio, 2008

Corpus Christi é o convite para olharmos para a Eucaristia e nela contemplar a presença total de Jesus vivo.

Corpus Christi é o convite para olharmos para a Eucaristia e nela contemplar a presença total de Jesus vivo.
É o convite para percebermos o seu amor infinito por cada um de nós.
Jesus não sabe fazer outra coisa a não ser amar toda a humanidade, toda a criação divina.
Jesus entende que a vida é amar. “Eu serei e viverei para sempre como aquele que ama”.
Precisamos contemplar e viver esse amor.
Jesus antes da páscoa Ele veio viver com a gente. Depois da páscoa Ele não só veio viver com nós, más veio viver e morar dentro de nós.
Depois da páscoa da Ressurreição Jesus não apenas quis ficar perto, mas dentro para que nós possamos viver dentro Dele para que também nós com Ele sejamos um só.
Precisamos alimentar Dele para sermos pessoas felizes, amorosas, alegres, comprometidas e esperançosas.
Só assim nos realizaremos com pessoa humana.
Aí seremos capazes de partilharmos esse amor com todas as pessoas e com a ecologia.
Nossas atitudes, palavras e comportamento serão expressões que somos pessoas ligas a Jesus.
Nós já estamos dentro do coração de Jesus porque Jesus esta dentro do nosso coração.
Essa certeza tem que nos levar a contagiar o mundo com alegria.
Que as nossas vidas comece e termine em Jesus Cristo.
Lucimar Moreira Bueno (Lucia)

5o. FESTIVAL DE CINEMA DE MARINGÁ

5o. FESTIVAL DE CINEMA DE MARINGÁ
DE 23 A 30 DE MAIO DE 2008.
ENTRADA FRANCA SÃO - 98 FILMES
Veja Aqui

Cuidado, é preciso ficar atento

O NIS III do Jardim Alvorada, inaugurado até com showmício, logo em seu primeiro dia de funcionamento já demonstra que sua inauguração foi com interesse eleitoral. A Globo ontém exibiu uma matéria mostrando que não havia pediatra no pronto-atendimento. O pai de uma criança testemunhou a falta de médico para atender sua filha. Fiquemos atentos.
Lucimar Moreira Bueno (Lúcia)

21 maio, 2008

Síntese da formação do Clero e Lideranças da Arquidiocese de Maringá com o Pe Angenor Brighenti

A arquidiocese de Maringá viverá nesse final de semana (24 e 25) momento marcante de sua história, a realização da assembléia, que já vem acontecendo a algum tempo, de forma participativa envolvendo a base. Um processo longo que vem proporcionando novas expectativas, novos sonhos, um novo encanto. Precisamos nos deixar levar pela ação do Espírito Santo, para que a igreja que se encontra na arquidiocese de Maringá seja expressão da vontade de Deus.

Fazendo parte desse processo o Arcebispo Dom Anuar Battisti convidou Pe Angenor Brighenti, que esteve segunda feira (19) falando para o clero e as lideranças. Segue uma pequena síntese da riqueza que foi esse encontro.

Síntese
Pe Angenor Brighenti disse que a forma como esta sendo realizada o processo da assembléia vem ao encontro com a Conferência de Aparecida, uma renovação eclesial e uma ação pastoral repensada. Discernimento da realidade para poder evangelizar. O conhecimento da realidade é fundamental.

A ação da Igreja evangelizadora é uma ação contingente. A ação pastoral tem que potencializar o ser humano. Não há uma conversão para Jesus se não houver uma conversão da realidade. Colocar os pés no chão é o primeiro ato da evangelização. A esperança nos faz olhar para a realidade, com base em alguém que venceu todas as barreira. Olhar a realidade com esperança, sem perder a utopia.

A igreja é um povo peregrino. Povo convidado a caminhar.
Primeiro colocar os pés no chão e depois frisar o olhar no horizonte. Aonde quer chegar.
Estamos vivendo desencantamento, promessas não realizadas, crise da utopia, certa ditadura do contexto atual que leva a não ver um horizonte. Mas nós cristãos somos morada do Reino de Deus. Temos que antecipar o mais que possível na história esse Reino.

O presente é importante, mas precisamos olhar o realizado e levantar os olhos e traçar o horizonte, tendo como fonte a Palavra de Deus, o Documento de Aparecida e as novas diretrizes da CNBB.

Pés no chão, olho no horizonte e sujar as mãos, ir à luta. Trilhar o caminho desde o ponto de partida para se aproximar no ponto de chegada (itinerário). O documento de Aparecida traz o itinerário, mas precisa trazer para a realidade da arquidiocese.
O horizonte de chegada tem que almejar uma sociedade justa que requer estruturas justas. Aí esta do desafio, uma Igreja mais presente fora da Igreja.

É preciso aprender a trabalhar com os outros, com o diferente. Se preocupar com a transformação das estruturas.
Horizonte e ponto de chegada para nós. Estamos vivendo em profundas transformações, Crises. Estamos em uma encruzilhada, fizemos um determinado caminho e hoje tem novos desafios, precisa-se repensar o que estávamos fazendo para responder as novas perguntas.

Na incerteza do amanhã tem pessoas que estão perdidas, depressivas, com medo. Estamos atentados a ficar agarrados ao presente e a coisas palpáveis. A religião precisa deixar possuir-se por Deus e não possuir Deus.

A visão retrospectiva busca resposta no passado, trazer o ontem para hoje, não podemos usar essa visão para nos refugiarmos.
O nosso tempo é para criar o novo, aí temos uma outra visão a visão prospectiva, assumir o presente e diante dos desafios, com experiência passada projetar o futuro, voltado na esperança.

Com Aparecida estamos vivendo o novo, precisamos mudar para virar a pagina para frente. Não significa ignorar o presente e desprezar o passado. É preciso saber de onde a gente veio para traçar para onde vamos.

Aparecida no primeiro momento vê o que do passado é luz e o que não podemos perder de vista:
VATICANO II
- o primário da Palavra
- a base laical da Igreja
- a Igreja toda na Igreja local
- o reino de Deus na eclesiologia
- a presença de diálogo e serviço
Igreja toda ministerial, de total igualdade. Cada diocese pode encarnar sua realidade, ter o rosto de seu povo.
Existe salvação fora da Igreja, a igreja não é o fim e sim o meio. Existem obras feitas fora da Igreja e a Igreja precisa trabalhar junto. Requisitar e trabalhar junto com pessoas de boa vontade. Uma Igreja que se coloca em diálogo e serviço.

Medellím
- a opção pelos pobres
- a evangelização ligada à promoção humana
- a simultaneidade entre conversão pessoal e estrutural
- as CEBs
- a intuições de teologia latino-americana
O pobre está por todo lado, a Igreja precisa estar inserida. Hoje 80% passa fome e 20% dorme com medo de quem tem fome.
Se a salvação é do corpo e da alma então a evangelização tem que levar a promoção humana, preocupar-se com a pessoa inteira e com todas as pessoas.
Promover a sociedade solidária. Conversão das pessoas e das estruturas.
A Igreja tem que valorizar as pequenas comunidades (CEBs). Temos que ter clareza do que queremos. Queremos uma Igreja de massa que em todo momento esta na mídia ou queremos uma Igreja que tem vivencia e a experiência de comunhão, partilha, com espaço de iniciação cristã, educação e celebração da fé aberta aos serviços e ministérios a exemplo das CEBs. A Igreja precisa ser comunidades de interação.

Puebla
- Igreja comunhão e participação
- a inculturação
- os jovens como prioridade
Comunhão não para ficar só em nós mesmo, mas uma comunhão partilhada na Igreja e fora da Igreja. Uma Igreja presente na sociedade. Atualizar a Palavra de Deus e nossa fé na realidade em que vivemos. Não podemos evangelizar sem levar a serio a cultura, as diversidade das realidades.
A Igreja precisa valorizar e abrir espaço para a juventude.

Santos Domingo
- O protagonismo de leigos na evangelização
Todos os batizados, leigas e leigos precisam participar com poder de decisão. Aparecida traz a perspectiva do futuro o protagonismo das mulheres, sua participação em toda a instancia da Igreja e da sociedade.

A Conferência de Aparecida apresenta eixos temáticos que ajudam olhar o futuro.
- Vida em abundância, em um mundo bom, mas globalizado e excludente.
vida em sentido amplo, aparecida ver o mundo hoje como bom, apesar de ser excludente. Coração do mundo no coração da Igreja e o coração da Igreja no coração do mundo. A vida é abordada em sentido amplo. A vida plena de Deus. ‘para o homem todo e todos os homens”(399) no respeito e no cuidado da biodiversidade do planeta (66).
Depredar a natureza é colocar em risco a nossa vida. A natureza é morada de Deus. Cada ano seis espécie desaparece.

- o Dom da vida na obra da criação, dentro dela, o dom da vida dos seres humanos, criado a sua imagem e semelhança (104) é uma dádiva a ser partilhado, a tornar-se missão (106). Jesus ao mesmo tempo em que nos faz discípulos seus, nos envia a defender e promover a vida de todos, expressão do Reino de Deus (131).
A vocação de discipulado é “con-vocação” à missão (156).

- Nossa missão é cuidar e promover a vida, vida humana e da natureza
A vocação de discipulado é cuidar e promover a vida, vida humana e da natureza.
O discipulado missionário é uma tarefa a ser levada a cabo no seio de uma comunidade concreta, a sua Igreja.
O núcleo da mensagem do Documento é uma Igreja em estado permanente de missão, composta de discípulos que, na alegria do chamado, se fazem defensores e promotores da “vida em abundância”, que Jesus veio trazer pela inauguração do Reino de Deus (145).

- Uma Igreja comunidade de pequenas comunidades
A vivencia e a experiência de comunhão na Igreja exige comunidades de tamanho humano, a exemplo das CEBs (179).
Para isso, é urgente a renovação da paróquia, através de sua “setorização em unidades menores”(372) e a constituição, dentro dos setores de “comunidades de famílias” (372). A paróquia precisa ser espaço de iniciação cristã, educação e celebração da fé, aberta à diversidade dos carismas, serviços e ministérios.


- Discípulos e missionários inserido no mundo
A missão leva ao “coração do mundo”, pois “não é fuga ao intimismo ou ao individualismo religioso, tom pouco abandono da realidade urgente dos grandes problemas econômicos, sociais e político da América Latina e do mundo e, muito menos uma fuga da realidade (384)”.

- Em um mundo predominantemente urbano
Hoje 80% da população do continente vivem nas cidades “grandes laboratórios da cultura contemporânea” (509), com nova linguagem, que se estende também ao mundo rural (510).
“O anuncio do evangelho não pode prescindir da cultura atual, que deve ser conhecida e, em certo sentido, assumida pela Igreja” (480). Faz-se necessário um etilo de ação adequada à realidade urbana em sua linguagem, estrutura, práticas e horários, um plano de pastoral, orgânico e articulado, que incida sobre a cidade, em seu conjunto (518).

Novidades de Aparecida
1ª)
O ser humano como caminho da Igreja (399):
- O ponto de chegada da ação evangelizadora é a vida em abundância para a pessoa inteira e todas as pessoas, descentrando a Igreja de suas questões internas.
2ª)
Uma Igreja em estado permanente de missão (144):
- Integrante de identidade cristã, todos são missionários; cada comunidade eclesial ser um poderoso centro irradiador de vida.
Infelizmente as bandeiras não são levantadas pela Igreja. A Igreja precisa estar junto, precisa interagir. A missão é irradiar e encarnar o Evangelho.
3ª)
Uma missão não exclusiva (384):
- Na perspectiva do Reino, esta a necessidade de trabalhar em colaboração, “com outros organismos ou instituições” empenhados em promover a vida.

4ª)
Uma missão em perspectiva mundial (384):
- A promoção da vida das pessoas e de nossos povos implica a necessidade de organizar estruturas mais justas, em nível nacional e internacional.
A Igreja precisa trabalhar leigos e leigas para entrarem nas esferas publicas, nas estruturas. Educar consciência política.

5ª)
Uma missão, na perspectiva da opção pelos pobres, que constituem o mundo da insignificância (65):
- “Os excluídos não são somente ‘explorados’, mas ‘sobrantes’e ‘descartáveis’”, dos quais o mercado prescinde.

6ª)
Em busca da vida, muitos deixam a Igreja:
- Os que vão para as seitas, não estão querendo sair da Igreja, mas estão buscando sinceramente Deus (255).
Falta experiência profunda de fé.

7ª)
O protagonismo da mulher. A eficácia de evangelização, hoje, passa pelo protagonismo da mulher (458b):
- Uma organização pastoral que garanta “a afetiva presença da mulher nos ministérios que a igreja confia aos leigos bem como nas esferas de planejamento e decisão”.

8ª)
Nossos mártires, nossos santos ainda não canonizados (98):
- na defesa, cuidado, restauração e promoção da vida temos muito que aprender de testemunho de nossos mártires, nossos santos ainda não canonizados. O empenho da Igreja em favor dos pobres, em muitos casos, redunda em perseguição e morte de muitos.


É preciso rever a caminhada, acolher, não impor, chegar até as pessoas, levar ao seu crescimento pessoal.
Quando acolhe Jesus a gente forma comunidade. Se a comunidade se fecha ela morre.
A comunidade tem que estar a serviço, dentro e fora da Igreja para uma sociedade justa e solidária.
A missão ao discipulado é viver o batismo, exercer o ministério da palavra, liturgia e caridade. Tem que levar para o amor, para a partilha, para a solidariedade.
Os discípulos precisam ser formados, na instrução cristã, catequese, formação teológica e a espiritualidade. O missionário precisa cuidar da espiritualidade.

Mecanização de todos as esferas e também da religião. A cultura do capitalismo atinge a todos mas apenas alguns tem acesso aos seus benefícios.

Uma coisa é o trabalho de massa e estar na mídia. Outra coisa é o trabalho da pequenas comunidades, de base, sem ser percebida, mas que atinge a evangelização e a transformação da sociedade e suas estruturas, a exemplo das CEBs.

Não podemos estar presos em quantidade, a Igreja precisa evangelizar mesmo, sem se preocupar em fazer sucesso.

Se renunciarmos as comunidades estamos destruindo o cristianismo. Precisamos de profetismo, se não entramos na aparência, na mídia.

É preciso além da preferência pelos pobres é preciso trabalhar na ótica dos pobres e também no lugar social dos pobres, inserir no mundo.

Será que o pobre olhando para a igreja ela vê motivo para ter esperança? Ou para desesperar?

Há lugares sociais que a Igreja precisa chegar. Ir ao local dos pobres é para tirar eles de lá, para isso é preciso partilhar sua vida.

A esperança nos faz olhar para a realidade, com base em alguém que venceu todas as barreira. Olhar a realidade com esperança, sem perder a utopia.

Lucimar Moreira Bueno (Lucia)

Justiça baiana manda recolher livro do padre Jonas Abib, líder do movimento e TV Canção Nova.

1) Justiça baiana manda recolher livro do padre Jonas Abib, líder do movimento e TV Canção Nova.
Acusação é de ofensa contra "formas de espiritismo"
(Cf. abaixo reportagem do Jornal Folha de São Paulo, 17/05/2008.)MANUELA MARTINEZCOLABORAÇÃO PARA A AGÊNCIA FOLHA, EM SALVADOR A Justiça da Bahia determinou o recolhimento, em Salvador, de todos os exemplares de um livro escrito pelo padre Jonas Abib, fundador da comunidade católica Canção Nova, ligada à Renovação Carismática, ala conservadora da igreja.
Para o Ministério Público baiano, que pediu o recolhimento do livro "Sim, Sim! Não, Não! Reflexões de Cura e Libertação", da editora Canção Nova, o padre Jonas Abib cometeu o crime de "prática e incitação de discriminação ou preconceito religioso", previsto na lei 7.716, de 1989. Cabe recurso à Justiça.
De acordo com o promotor Almiro Sena, Abib faz no livro "afirmações inverídicas e preconceituosas à religião espírita e às religiões de matriz africana, como a umbanda e o candomblé, além de flagrante incitação à destruição e ao desrespeito aos seus objetos de culto".
A ação judicial cita trechos do livro que, na avaliação da Promotoria, trazem ofensas ao espiritismo e às religiões afro-americanas. "O demônio, dizem muitos, "não é nada criativo". (...) Ele, que no passado se escondia por trás dos ídolos, hoje se esconde nos rituais e nas práticas do espiritismo, da umbanda, do candomblé", diz Abib na obra.
Em outro trecho, o padre diz que "o espiritismo é como uma epidemia e como tal deve ser combatido: é um foco de morte". Também há referência ao culto a imagens. "Acabe com tudo: tire as imagens de Iemanjá (que na verdade são um disfarce, uma imitação de Nossa Senhora). Acabe com tudo! Mesmo que seja uma estátua preciosa, mesmo que seja objeto de ouro, não conserve nada. Isso é maldição para você, sua casa e sua família."
Para o Ministério Público, o livro ofende o princípio de liberdade de crença previsto na Constituição Federal, e afronta a "integridade, respeitabilidade e permanência dos valores da religião afro-brasileira" previstos na Constituição baiana.
Como atua em Salvador, o promotor pediu o recolhimento da obra só na capital, onde o livro é vendido por R$ 15,90. Segundo a Promotoria, foram vendidos 400 mil exemplares no país em 2007. Para Sena, isso "demonstra a amplitude alcançada pelas idéias contidas no seu conteúdo e o grave risco de propiciar o acirramento de conflitos étnico-religiosos".
O juiz Ricardo Schmitt acatou a denúncia contra o padre Jonas Abib e mandou intimá-lo a comparecer à audiência de interrogatório, em dia a ser definido. A pena prevista neste caso é de um a três anos de prisão, e multa.

2) SEGUE, ABAIXO, UM PEQUENO COMENTÁRIO DE FREI GILVANDER:
"O livro do Padre Jonas Abib que foi recolhido em Salvador deve ser recolhido em todo o Brasil. É criminoso, pois atenta contra várias leis brasileiras. É antievangélico, porque Jesus Cristo jamais iria discriminar o espiritismo, a umbanda e o candomblé. Nos livros de Gênesis e Atos dos Apóstolos é afirmado e reafirmado que nosso Deus não faz discriminação de pessoas. O sagrado (o divino) permeia, perpassa e está em tudo. A realidade mais sagrada é o profano. Como frei carmelita e padre sinto-me muito mais próximo de tantos irmãos e irmãs espíritas, umbandistas e candoblecistas, pois não condicionam a sua fé na exclusão do outro. Gente boa com prática religiosa legítima e respeitável. Devemos animar o ecumenismo e jamais entender-se como o dono da verdade. Basta de espiritualismos que desencarna a fé cristã. Urge fé cristã engajada na vida, no social e respeitosa. Partilho com você, em anexo, uma PARÁBOLA: JESUS NO TERREIRO, de frei Carlos Mesters. Nesta há sim espírito evangélico".

Stédile visita a Escola milton Santos em Maringá

Vale a Pena ver o vídeo.
Durante a visita do líder do MST João Pedro Stédile à Escola Miltom Santos, em Maringá/PR, no dia 7 de maio, os estudantes realizaram uma encenação mística. Veja Aqui

É Tempo de Assembléia!

Neste Sábado e Domingo vamos concluir mais uma Assembléia Arquidiocesana. Na verdade não vai ser "mais uma assembléia"! Se toda Assembléia tem uma historia diferente, própria, esta Assembléia, podemos dizer desde já, vai ser a Assembléia melhor preparada, com mais tempo e mais calma, e pela primeira vez após ter feito varias pesquisas.

Sinceramente espero que a Assembléia sai com duas ou três idéias criativas que marcam mesmo. Desejo o melhor de coração (1) para o bem da arquidiocese e (2) porque entendo que quem está na frente tem uma dor de cabeça daquelas! Da base, compartilho as preocupações de quem está na frente! A experiência nos ensina que agora muito depende da pauta de sábado e domingo que ainda não foi publicada!

Passando a Assembléia espero que esta coluna continua e com mais participação! A nossa arquidocese é 50 + anos jovem! E a caracterestica maior da juventude é o desejo de debater! Julgando não só com os 50 + anos de vida mas também concretamente estes ultimos 4 anos, a Arquidocese está chegando para a Assembleia com uma nota boa sem negar as limitações.
Pe.João Caruana
Várias sugestões foram postada no espaço "Tempo de Assembléia". Veja Aqui

Em tempo de eleição vale tudo, espero que o povo fique atento e não se deixe enganar.

A nova estratégia usada pelo Prefeito de Maringá Silvio Barros II é showmício. Aconteceu um na entrega do NIS III e agora para junho esta marcado um outro na inauguração da Vila Olímpica.
É, showmício e inaugurações podem render muitos votos se o povo não tiver consciência. A inauguração do NIS III foi contestada por não passar pela apreciação do Conselho Municipal de Saúde de Maringá, que quando aprovou esta reabertura (há 3 anos) determinou alguns requisitos para abertura e a Conferência Municipal as referendou no ano passado, rquisitos não obedecido e inauguração realizada. Inaugurar um serviço que não atenderá as expectativas da população não resolve o problema do povo mais pode levar a uma ilusão. Fiquemos atentos.
Lucimar Moreira Bueno (Lúcia)

Brasil tem 3,5 vezes mais jovens desempregados do que adultos

A falta de experiência, a necessidade de aliar emprego e escola e a falta de oportunidade estão entre as razões para o fato de que o desemprego juvenil é maior que entre adultos. E, no Brasil, esse problema é ainda mais agudo; na pesquisa "Juventude e políticas sociais no Brasil", ele é o país que tem a maior taxa proporcional de jovens desempregados, comparado com outros nove países. O estudo foi elaborado pelos técnicos Jorge Abrahão de Castro e Luseni Aquino, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Leia Aqui

20 maio, 2008

II Semana de Educação em Filosofia da PUCPR Câmpus Maringá.

O ensino de filosofia: História, limites e perspectivas.
9 a 13 de junho de 2008 - 19h30min às 22h30min
Anfiteatro do Colégio Marista Av. Tiradentes, 963 – Maringá PR
Anfiteatro do Colégio Marista Av. Tiradentes, 963 – Maringá PR
Objetivo Promover uma abordagem acerca do ensino de filosofia no Brasil: lançando um olhar sobre sua trajetória histórica, apontando suas perspectivas e limites.
Programação 09/06/2008 Segunda-feira Cerimônia de abertura com apresentação cultural Conferência: Educação Ambiental e desenvolvimento sustentável. Prof. Ms. Paulo Inada DBI – UEM – Maringá
10/06/2008 Terça-feira Conferência: Reflexões sobre o ensino de filosofia no Brasil Prof. Dr. Sérgio Tisk DF – UEL – Londrina
11/06/2008 Quarta-feira Conferência: Ingerência dos organismos internacionais nas políticas públicas em educação: concretização de programas Profª. Ms. Kiyomi Hirose DTP– UEM - Maringá
12/06/2008 Quinta-feira Conferência: O projeto pedagógico socrático Prof. PhD José Beluci Caporalini DCS – DF – UEM - Maringá
13/06/2008 Sexta-feira Conferência: A Filosofia na educação infantil: implicações pedagógicas. Prof. Ms. Claudinei Luiz Chitolina DF – PUCPR – Câmpus Maringá
Carga horária 30h/a Inscrições deverão ser realizadas até o dia 05/06/2008 pelo site: http://www.pucpr.br/cursos/extensao ou pessoalmente na secretaria da Instituição. Av. Tiradentes, 963 – Maringá – PR Tel.: (44) 3028-8400 – 3028-2623
Valor R$ 25,00 Obs: A inscrição será confirmada somente com o pagamento do boleto bancário emitido no ato da inscrição.
Maiores informações Luci Frare Kira lucifrare@uol.com.br
Edivaldo Rossi Gonçalves edivaldo_rg@hotmail.com

Assista ao Vídeo - Cantando a Solidariedade


A Arquidiocese de Maringá convida

Vejam o Vídeo - Show: Cantando a Solidariedade

AQUI

Igrejas precisam trocar agenda moral e acompanhar mudanças políticas

Igrejas da América Latina e do Caribe voltam-se a uma agenda moral, abordando temáticas como o aborto terapêutico e o homossexualismo, ou procurando favores políticos e econômicos para a sua denominação, quando a região passa por importantes mudanças políticas, alertou o presidente do Conselho Latino-Americano de Igrejas (CLAI), bispo anglicano Julio Murray, do Panamá. Leia Aqui

Brasil - Educar para a cidadania - Frei Betto

Cidadania rima com democracia. Se nem se sabe o nome do político em que se votou nas últimas eleições, e muito menos o que andou fazendo (ou desfazendo), como participar das decisões nacionais? Assim, nossa democracia permanece meramente representativa. Dá-se um bom emprego a um político. Sem se dar conta de que são reflexos diretos da política o preço do pão, a mensalidade da escola, a qualidade de vida. Leia Aqui

Regulamentação da publicidade de alimentos pouco saudáveis deve ser discutida

O organismo Consumers International (CI) está fazendo um apelo aos governos que participam da Assembléia Mundial da Saúde (MAS), que acontece entre 19 e 24 de maio, em Genebra, para que tomem a iniciativa na regulamentação da publicidade de alimentos pouco saudáveis dirigidas à população infantil. Leia Aqui

17 maio, 2008

Setor Juventude - Arquidiocese de Maringá

RETIRO DE CARISMAS
Encontro da Juventude com o Bispo

18 de maio de 2008
Chácara Rainha da Paz

No próximo domingo, dia 18 de maio, acontecerá nosso “Retiro de Carismas”. Será realmente um encontro da juventude com o bispo. Fizemos o fechamento das fichas de inscrição, e contamos a presença de 80 jovens provenientes de praticamente todas as pastorais e movimentos eclesiais de nossa arquidiocese. Estamos bastante empenhados neste encontro, pois acreditamos que será um novo passo na trajetória de evangelização da juventude. Temos um horizonte, na qual depositamos nossa certeza, de que podemos somar nossas forças eclesiais numa meta comum de evangelização dos jovens. O Setor Juventude nada mais quer ser do que um espaço de comunhão e unidade na desafiante tarefa de evangelizar a juventude. O Setor está se reunindo há um ano e meio, já nos aproximamos bastante e ganhamos confiança um dos outros. O que precisamos agora é dar a conhecer nossos carismas, as riquezas que cada segmento eclesial possui. Um retiro tendo como condutor principal o seu pastor nos conduzirá, certamente, a alguns projetos de evangelização comuns. Este é nosso grande objetivo.

O pregador do retiro será o nosso arcebispo Dom Anuar Battisti

Grupos eclesiais que participarão de “Retiro de Carismas”:
Conferência dos Vicentinos;
Pastoral da Juventude;
Renovação Carismática Católica;
Juventude Feminina de Schoënsttat;
Juventude Masculina de Schënstatt;
Movimento dos Focolares;
Movimento Jovem Cristão (MFC);
Universidades Renovadas;
Projeto Mais Vida;
Serviço de Animação Vocacional;
Movimento Eucarístico Jovem;
Comunidade Aliança de Misericórdia;
Juventude Cavanis;
Oficina de Oração e Vida
Religiosas;
Seminaristas;

P R O G R A M A Ç Ã O
7h30 - Acolhida – Pastoral da Juventude;
8h - Oração – Oficina de Oração e Vida;
8h15 - Apresentação – Pe. Marcos (por grupo);
8h30 - Pregação – Dom Anuar;
9h - Oração individual ou em grupo;
10h - Cafezinho;
10h30 - Apresentação dos carismas – Pe. Marcos;
11h30 - Encaminhamentos finais – falar do DNJ (Dom Anuar)
12h - Encerramento – Juventude de Shoënstatt
12h15 - Almoço – Oração do Ângelus - Dom Anuar
(A animação musical está sob responsabilidade da Renovação Carismática)

Pe. Marcos Roberto

16 maio, 2008

Pe Agenor Brighenti terá encontro com o clero e com as coordenações arquidiocesana das pastorais, movimentos e organismos

Dia 19/05 (segunda-feira), às 8h30, na Paróquia São Francisco de Assis em Maringá, haverá uma reunião extraordinária do Clero, para a qual estão sendo convidados os coordenadores e coordenadoras das pastorais, movimentos e organismos, por se tratar de assuntos relativos com a Assembléia Arquidiocesana da Arquidiocese de Maringá. O assessor da reunião é o Pe. Agenor Brighenti, do Instituto Nacional de Pastoral da CNBB.

Pe Agenor Brighenti
É doutor em Ciências Teológicas e Religiosas na Universidade Católica de Louvain (Bélgica), especializado em Pastoral Social e Planejamento Pastoral pelo Instituto Teológico-Pastoral do Celam (Medellín) e licenciado em Filosofia pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Tubarão, SC). Atualmente é professor de Teologia no Instituto Teológico de Santa Catarina (Itesc) e na Universidade Pontifícia do México (UPM)), Presidente do Instituto Nacional de Pastoral da CNBB, membro do Comitê Executivo Latino-americano da Ameríndia e do Comitê Organizador do Fórum Mundial de Teologia e Libertação. Foi perito do Celam na Conferência de Santo Domingo e da CNBB em Aparecida.

Um embrião humano geneticamente modificado foi criado nos Estados Unidos

O mundo dos transgênicos inclui hoje o milho, o tomate, a soja, o camundongo, a ovelha ou o porco, entre muitas outras plantas e animais.
Recentemente, uma equipe de cientistas norte-americanos criou o que se pensa ser o primeiro embrião humano transgênico.
Vejam a matéria de Jean-Yves Nau publicada no Le Monde, 14-05-2008. A tradução é do Cepat.

Aprovado proibição de capacete no comércio e locais públicos

Após contribuições da comunidade e de entidades o Vereador Humberto Henrique (PT) apresentou na sessão na Câmara Municipal de Maringá, ontem (15/05) e aprovado por unanimidade o projeto de Lei de sua autoria que visa proibir o uso de capacete, gorro ou qualquer tipo de cobertura que oculte a face para entrar ou permanecer em prédios públicos ou estabelecimentos privados de Maringá.

A idéia surgiu em uma reunião realizada por moradores da região dos jardins Liberdade e América, no mês de março, que contou com a participação do vereador Humberto Henrique (PT), Polícia Militar e lideranças locais, para discutir medidas contra a violência ocorridas, principalmente por motoqueiros usando capacete, por uso deste não sendo possível sua identificação.
No Jardim Liberdade e América cartazes já orientam a população para que não entre no comércio do bairro ocultando a face com o capacete. Caso contrário, alerta o cartaz, a pessoa será considerada suspeita e o comerciante, ou outra pessoa, poderá chamar a Polícia.

“A Lei certamente vai criar um ambiente onde todo mundo estará em alerta, pois a Polícia poderá ser chamada em caso de alguma movimentação estranha. Então, isso vai proporcionar um clima de solidariedade entre a população e também facilitar o trabalho da própria Polícia, que terá como argumento a existência da Lei para abordar um suspeito”, explica o vereador.

Para compreender porque se elevam os preços dos produtos agrícolas

Para compreender porque se elevam os preços dos produtos agrícolas vejam:
Aqui.

15 maio, 2008

10% mais ricos no Brasil detêm 75% da riqueza, diz Ipea

KAREN CAMACHO
Editora-assistente de Dinheiro da Folha Online

Os 10% mais ricos do país concentram 75,4% da riqueza. É o que aponta o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) em um detalhado levantamento sobre as desigualdades no Brasil.
Os dados, obtidos pela Folha Online, serão apresentados pelo presidente do Ipea, Márcio Pochmann, nesta quinta-feira ao CDES (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social). O objetivo, segundo ele, é oferecer elementos para a discussão da reforma tributária, cuja proposta já foi apresentada.
A pesquisa também mostra como é essa concentração em três capitais brasileiras. Em São Paulo, a concentração na mão dos 10% mais ricos é de 73,4%, em Salvador é de 67% e, no Rio, de 62,9%.
Para Pochmann, a injustiça do sistema tributário é uma das responsáveis pelas diferenças. "O dado mostra que o Brasil, a despeito das mudanças políticas, continua sem alterações nas desigualdades estruturais. O rico continua pagando pouco imposto", afirmou.
Apenas para efeito de comparação, ao final do século 18, os 10% mais ricos concentravam 68% da riqueza no Rio de Janeiro --único dado disponível.
"Mesmo com as mudanças no regime político e no padrão de desenvolvimento, a riqueza permanece pessimamente distribuída entre os brasileiros. É um absurdo uma concentração assim", afirma.
A pesquisa do Ipea também mostra o peso da carga tributária entre ricos e pobres, que chegam a pagar até 44,5% mais impostos. Para reduzir as desigualdades, o economista defende que os ricos tenham uma tributação exclusiva.
Pochmann afirmou que um dos caminhos é discutir uma reforma tributária que melhore a cobrança de impostos de acordo com a classe social. "Nenhum país conseguiu acabar com as desigualdades sociais sem uma reforma tributária", afirmou.
A pesquisa do Ipea também mostra um dado inédito. A carga tributária do país, excluindo as transferências de renda e pagamento de juros, cai a 12%, considerada por Pochmann insuficiente para que o Estado cumpra as suas funções.

Arquidiocese de Maringá convida - "Cantando a Solidariedade "

Povo de Deus
A Arquidiocese de Maringá convida para um grande show com Pe Zezinho, Pe Antônio Maria (do Movimento Mãe Peregrina) e a jovem Adriana.

Dia 12 de julho no parque de exposições com o objetivo de levantar fundos para concluir as obras do Centro de Encontros, junto ao Seminário Arquidiocesano Nossa Senhora da Glória.
Os ingressos no valor de R$ 10,00, podem ser adquiridos nas paróquias de toda arquidiocese, nas Paulinas Livraria, no Cepa ou na Rádio Colméia.

Muitos são os pré-candidatos que têm pendências judiciais

Um em cada quatro deputados pré-candidatos a prefeito responde a algum tipo de investigação no Supremo Tribunal Federal (STF). Dos 114 parlamentares que pretendem disputar as eleições de outubro, 29 têm pendências judiciais na principal corte do país, onde tramitam os processos contra deputados e senadores.

Jovens pedem mais educação e o fim do serviço militar obrigatório

O fim do serviço militar obrigatório e a criação de programas alternativos, a legalização do aborto e o destino de 10% do Produto Bruto Interno para educação constam entre as 22 prioridades aprovadas pela 1ª Conferência Nacional da Juventude, reunida de 27 a 30 de abril, em Brasília.

Vejam os recursos do governo Lulu para Maringá

- R$ 195 mil do Ministério do Turismo (vulgarmente conhecido como Relaxa e Goza) para implantação de rede de prevenção contra incêndio no parque de exposições, administrado pela Socieade Rural de Maringá;
- R$ 59.493,69 do Ministério da Educação para atender despesas do programa de auxílio Procad (Pedro Augusto Arroyo)
- R$ 1223.259,51 do Ministério das Cidades para construção de emissário e drenagem (onde?) -
- R$ 192 mil do Ministério da Saúde para construção de unidade de saúde
- R$ 4 milhões do Ministério do Esporte para implantação e modernização de infra-estrutura para esporte recreativa e de lazer
Fonte: blog do Rigon

Aprovado divulgação dos nomes dos candidatos-réus durante a campanha eleitoral

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou hoje (14) um projeto que torna obrigatória, durante as campanhas eleitorais, a divulgação dos nomes dos candidatos que sejam réus em processos criminais ou que respondam a representações por quebra de decoro parlamentar. A autoria do projeto, que tem caráter terminativo (ou seja, não vai a plenário), é do senador Pedro Simon (PMDB-RS). Leia Aqui

14 maio, 2008

Conjunto Santa Felicidade: abaixo-assinado será entregue nesta quarta

Será entregue hoje (14/05), no paço municipal, um abaixo-assinado contra derrubada de casas e por investimentos públicos no bairro. São responsáveis pelo abaixo-assinado, Moradores do Conjunto Santa Felicidade, Movimento de Moradia e Conlutas.

Os moradores defendem a idéia de se construir equipamentos públicos, mas não de se derrubar casas nem de retirar moradores do local, que tem uma população composta basicamente por negros e descendentes.
A concentração na quadra do conjunto será às 15h, e na prefeitura, para a entrega do documento, às 16h.

Já é de conhecimento de todos que para se conseguir a verba infelizmente houve um total descaso para com os moradores do conjunto.

Dentro do plano de aceleração do crescimento (PAC) o governo federal disponibiliza recursos para serem utilizados em favelas, com o objetivo, resumidamente, dar o mínimo possível de infra-estrutura nesses locais. Só recebe esse dinheiro cidade que possua favelas através de comprovação.

O conjunto Santa Felicidade na cidade de Maringá é um conjunto de moradores pobres e não favela. A verdade é que esse conjunto atrapalha os interesses do prefeito da cidade de Maringá, dos empresários da construção civil e da classe média e alta, porque o conjunto Santa Felicidade está situado numa área que esta sendo construído condomínios e casas de alta qualidade, para ricos e esses não querem a presença desse povo, simplesmente por serem “pobres”, pobre no sentido apenas financeiro.

Conhecedor da existência de recursos federal destinado a favelas, entraram com pedido de recursos alegando que o conjunto Santa Felicidade é uma favela da cidade de Maringá. Para comprovar apresentaram falsas fotos de cada de fundo de vale de outros locais, como se fossem casas do conjunto. Cumprido os requisitos para a obtenção do recurso esse foi liberado.

Infelizmente quem vem sofrendo com as atitudes oportunistas da administração pública é o povo trabalhador da cidade de Maringá.

Lucimar Moreira Bueno (Lucia)

Quem ganha? Quem perde?

Quem ganha com a saída de Marina Silva do MMA?
Leia Aqui

13 maio, 2008

"Uma Igreja a Serviço da Vida"

Uma Igreja a serviço da vida é o tema escolhido para a Assembléia da Arquidiocese de Maringá que vem sendo construída de forma participativa envolvendo a base. A vida e a dignidade precisam ser resgatada, o caminho é seguir os passos de Jesus. Uma Igreja em estado de missão. Uma Igreja presente a onde sua presença se fazer necessária. Com um jeito novo, metodologia dinâmica e participava, que saiba , não só levar, mas descobrir junto, não só dar, más também receber, partilhar e buscar junto, ensinar e aprender. Uma relação que permita criar novos laços, novas relações, um novo jeito de olhar a vida, um novo jeito de ser Igreja.
Diante da exclusão social, do individualismo, da busca do ter e do poder, diante de tantas “informações” que rapidamente chegam, diante de tantas perguntas sem respostas, sonhos esquecidos, esperanças destruídas é preciso reconstruir relações humanas, resgatar a dignidade e a liberdade das pessoas, é preciso por fim na exclusão social e na violência, é preciso reavivar os sonhos e as esperanças, é preciso construir uma socieade justa e solidária, é preciso não deixar o povo perder a fé, é preciso levar o povo a ter experiência intima com o Deus da vida.
Anuciar o evangelho sendo fiel a ele respondendo aos novos anseios do povo é um grande desafio. Exige uma abertura pessoal e comunitária, entusiasmo e certeza, compromisso e responsabilidade. A essência não pode faltar, precisa vivênciar o anuncio, é preciso levar o povo a uma experiência intima com Deus. Assumir a missão é fazer uma decisão radical de entrega total ao Reino de Deus em prol da vida.
Os desafios de hoje são grandes. Não e fácil colocar em prática a missão que Jesus a nós confiou: “Assim como o Pai me enviou, eu tambem vos envio” (João, 20,21). É preciso sair de si, ir ao encontro do outro, ir ao encontro do “diferente”, do marginalizado, do afastado, do necessitado.
Precisamos semear sementes de otimismo, de alegria, de esperança e de amor.

Lucimar Moreira Bueno (Lucia)

Mensagem da CNBB por ocasião da memória dos 120 anos da abolição da escravatura

A nação brasileira assinala neste dia 13 de maio os 120 anos da Assinatura da Lei Áurea que declarou extinta legalmente qualquer forma de trabalho escravo. Foi um fato marcante para os homens e mulheres que nos idos de 1888 ainda carregavam nas costas o fardo da escravidão.
A Igreja Católica é solidária com a comunidade negra e renova o seu compromisso de apoio aos afro-brasileiros na sua busca por cidadania plena e da plena liberdade, sinal concreto da liberdade que o Reino pregado por Jesus oferece.

Brasil chega à linha de frente' dos emergentes, diz jornal

Uma reportagem do jornal americano Wall Street Journal publicada nesta terça-feira afirma que o Brasil "se juntou à linha de frente das novas potências econômicas", alcançando Rússia, Índia e China. Leia Aqui

Festa Paroquial da Capela São Miguel do Cambuí

Festa Paroquial da Capela São Miguel do Cambuí, promovida pela Paróquia Nossa Senhora de Fátima, de Marialva. A Festa ocorrerá no dia 13/05, com um delicioso almoço que será servido no Salão Paroquial.

Mais informações: (44) 3232-8353 – Rubens Borsari, Gerente Distrital do Município.

Populações indígenas e ribeirinhas promovem encontro para debater projetos hidrelétricos no Rio Xingu

Entre os dias 19 e 23 de maio, cerca de mil pessoas, entre representantes de populações indígenas e ribeirinhas, movimentos sociais, organizações da sociedade civil e pesquisadores, realizam o Encontro Xingu Vivo para Sempre, em Altamira (PA), para discutir projetos hidrelétricos e seus impactos na Bacia do Rio Xingu. Incluem-se aí a construção prevista da usina de Belo Monte, que faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e as pequenas centrais hidrelétricas (PCHs). Tanto as que já estão prontas, como a do Culuene (MT), quanto as que estão em construção e as que estão planejadas para o Pará e o Mato Grosso. Se forem adiante, tais projetos devem atingir direta e indiretamente cerca de 16 mil pessoas, 14 povos indígenas entre elas. Leia Aqui

09 maio, 2008

Dia das Mães

No Brasil o primeiro Dia das Mães brasileiro foi promovido pela Associação Cristã de Moços de Porto Alegre, no dia 12 de maio de 1918. Em 1932, o então presidente Getúlio Vargas oficializou a data no segundo domingo de maio. Em 1947, Dom Jaime de Barros Câmara, Cardeal-Arcebispo do Rio de Janeiro, determinou que essa data fizesse parte também no calendário oficial da Igreja Católica.

É uma pena ver o Dia das Mães serem transformado em um dia lucrativo para os comerciantes.
Que bom que esse dia fosse de agradecimento pelo amor recebido diariamente. Um amor que a cada minuto se torna um amor novo.
Que bom que o presente recebido pelas mães nesse dia fosse fidelidade, amor, respeito e carinho.
Que pena que esses valores são substituídos por bens materiais comercializados.
Será que não temos nada com isso?
A comercialização desta data faz esquecer a riqueza do dom que Deus deu a mulher de ser mãe.
Lembremos das mães carentes, abandonadas, que choram a dor da ausência da filhas, do filhos.
Lembremos das mães que choram o sangue inocente derramado de suas filhas e filhos.
Lembremos das mães que choram com o desaparecimento de suas filhas e filhos.
Lembremos das mães doentes nos leitos confortáveis de um hospital particular e as que se encontram jogas pelos corredores dos hospitais públicos.
Lembremos das mães em que seu desejo é de ajudar suas filhas e filhos, de oferecer a melhor educação.
Lembremos das mães que estão alegres com tanto carinho recebido de suas filhas e filhos.
Lembremos das mães que doam seu tempo a serviço da vida nas comunidades.
Lembremos das mães que incomodadas com a injustiça gritam por justiça no campo e na cidade.
Lembremos das mães que deram suas vidas pela vida.
Lembremos das mães que seguem adiante apesar de suas dúvidas e dificuldades.
Lembremos das mães... .
Lembremos de Maria mãe de Deus e nossa mãe.
Lembremos de nossas mães que já partiram para o encontro com Deus.
Lembremos de nossas mães que no fundo do seu coração, muito mais do que um valioso presente quer de nós um abraço bem apertadinho, um beijo e um: eu te amo.
Lucimar Moreira Bueno (Lucia)

Os 7 pecados Capitais –Na Segurança Pública da Bahia

Mais um jovem com sonhos e um belo futuro abatido em Salvador. Dessa vez na comunidade de São Cristóvão, conhecida como Planeta dos Macacos não por acaso, mas pelo seu contigente populacional negro.
Os negros são mortos como insetos e a cada feriado ou final de semana as estatísticas parecem que nos desafiam a alguma ação. Parece que são os números que nos cobram.
Temos tabulado muitos corpos a perder as contas.
A mãe de Diego de Jesus Sampaio, 17 anos, nos recebeu em sua casa. Reuniu as forças que podia e nos pediu justiça, para que lutemos, para que outra mãe não chore como ela. Leia Aqui

Entidades divulgam nota contra impunidade

"Como foi que se transformou em prostituta a cidade fiel, possuída pelo direito? Nela, quem morava era a justiça, agora são os assassinos." Is. 1, 21

Confira a nota pública, intitulada Cultura da Impunidade marca Violência no campo no Pará, assinado por diversas entidades de direitos humanos no país repudia a absolvição do fazendeiro Vitalmiro Bastos Moura, o Bida, da acusação de ser mandante da morte da missionária americana Dorothy Stang. “Clamamos pelo fim da impunidade e re-afirmamos o nosso compromisso pela Reforma Agrária e pela distribuição da terra e da renda que possa garantir alimento e vida”, finaliza a nota. Leia Aqui

08 maio, 2008

Os novos terroristas da mídia

Poucas vezes uma reportagem foi tão distorcida quanto a do Jornal Nacional desta quarta-feira a respeito do MST. Nos dois minutos e vinte e quatro segundos da matéria busca-se a criminalização dos camponeses; para tanto, imagens e palavras são cuidadosamente articuladas para transmitir ao telespectador a idéia de que os militantes do MST é quem são os responsáveis por todo o medo que ronda os paraenses. Leia Aqui

Diretrizes Sociais da Igreja

- Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (resumo sintético).
- Como educar os filhos e filhas (pais maus).
VEJAM AQUI

Ministério Público quer investigar se envolvido no caso Dorothy mudou depoimento

O Ministério Público do Pará instalará um inquérito civil para investigar se Amair Feijoli da Cunha, o Tato, condenado e preso por intermediar o assassinato da missionária Dorothy Stang em 2005, mudou seu depoimento no caso em troca de aproximadamente R$ 100 mil. Leia Aqui

As conseqüências do voto. Projeto Eleições da Arquidiocese de BH e da PUC-MG

Na quarta edição do boletim da série especial "Projeto Eleições", produzido pela Arquidiocese de Belo Horizonte/MG em conjunto com o Mestrado em Ciências da Religião da PUC - Minas, o documento busca refletir sobre os três poderes da República e os poderes dos municípios do Brasil. Segundo ele, "quanta distorção existe em nossa cultura política, que vê no vereador apenas uma “ponte” para encaminhar suas demandas junto ao Executivo! É como se ele tivesse sido eleito para abrir portas na Prefeitura... Mais grave ainda é ver no vereador quem pode conseguir os favores do prefeito e arrumar emprego, material de construção, cesta básica, consulta médica, asfalto para a rua, escola e outras obras para o bairro... Infelizmente, vereadores e prefeitos honestos, que se negam a fazer isso, correm o risco de não serem reeleitos. É preciso maior consciência política da população, para que os vereadores e prefeitos bem intencionados possam cumprir sua função". Leia Aqui

Dilma rebate saudosos da ditadura e pede respeito aos valores democráticos

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, iniciou sua fala na Comissão de Infra-estrutura do Senado, nesta quarta-feira (7), reagindo com veemência a uma afirmação de baixo nível do líder do DEM (ex-PFL) na casa, Agripino Maia (RN).
Clique aqui para ver o vídeo com este trecho do depoimento de Dilma (link da TV Senado)
No início dos trabalhos, Maia – que apoiou a Ditadura Militar – lembrou que nos anos 70 a ministra, então militante de um grupo que combatia o regime, mentiu ao ser torturada pelos órgãos de repressão. Ele insinuou que ela estaria fazendo o mesmo agora, em relação ao suposto dossiê com informações sobre os gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
Dilma rebateu a provocação e lembrou que na Ditadura era preciso mentir para salvar a vida de companheiros e que, num regime de exceção, não há espaço para a verdade, ao contrário do que ocorre na democracia.
"O que acontece ao longo do anos 70 é a impossibilidade de se dizer a verdade em qualquer circunstância. No pau de arara, com o choque elétrico e a morte, não há diálogo", disse. E prosseguiu: "Eu fui barbaramente torturada, senador. Qualquer pessoa que ousar falar a verdade para os torturadores, entrega os seus iguais. Eu me orgulho muito de ter mentido na tortura, senador", enfatizou.
A ministra disse ainda que “qualquer comparação entre ditadura e democracia só pode partir de quem não dá valor à democracia brasileira”. Na época da prisão, ela tinha 19 anos. Passou três anos presa. Ela destacou a diferença entre as duas épocas.
"O regime que permite que eu fale com os senhores não tem a menor similaridade [com a ditadura]. Nós estamos em igualdade de condições humanas, materiais. Não estamos no diálogo entre o pescoço e a forca, senador. Por isso acredito e respeito esse momento. Isso é algo que é o resgate desse processo que ocorreu no Brasil", afirmou.
A ministra está na comissão do Senado para falar sobre o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

07 maio, 2008

Bispos marcados para morrer

Há uma lista, pública, de 300 pessoas marcadas para morrer no estado do Pará, afirmou o bispo prelado do Marajó, d. José Luís Azcona, em audiência pública, na Comissão da Amazônia da Câmara dos Deputados. “O tráfico na Amazônia de mulheres e crianças para exploração sexual e a situação dos religiosos ameaçados de morte por combatê-lo”. No mês passado, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) pediu às autoridades de segurança pública medidas de proteção para religiosos que integram a lista macabra.
“Todo mundo sabe, mas ninguém faz nada”, afirmou d. Luís Azcona. Ele se referia às autoridades policiais, ao Ministério Público e à Justiça. “Essa, é uma sociedade doente. A Amazônia é explorada por modelos importados, um modelo colonialista perpétuo; a Amazônia precisa ser levada a sério, senão vamos perder essa riqueza”, descreveu. Leia aqui

Caso Dorothy Stang: "É uma injustiça que se está cometendo", diz bispo sobre absolvição

O bispo de Abaetetuba, no Pará, dom Flavio Giovenale, disse que não se surpreendeu com a absolvição do fazendeiro acusado de ser o mandante do assassinato da missionária Dorothy Stang, na noite desta terça-feira. Para dom Flavio, o resultado do segundo julgamento já era previsto.
Para ele, o resultado do julgamento serve para os bispos que atuam na região saberem que "não se está enfrentando pessoas superficiais ou que não são bem preparadas" e que "nem sempre a verdade prevalece".

19 países participam de reunião pela não proliferação de armas químicas

Começa hoje (06) em Lima (Peru), a 9ª Reunião Regional de Autoridades Nacionais de Armas Químicas, da qual participam representantes de 19 países latino-americanos e caribenhos. O objetivo da reunião é estimular o desarme e a não proliferação desse tipo de armas, de extermínio massivo, no mundo. Leia Aqui

Para incluir é preciso também integrar


Kristianne Perez Inclusão é um tema que se tem comentado muito, nos dias de hoje, seja social, cultural, racial ou digital. Sempre mostrado por todos os lados e visões, o que ajuda no avanço do País e das pessoas que estão inseridas nele, como seres sociais. É uma forma de trazer todo aquele que é excluído para uma sociedade ativa em diversas formas e aspectos. Porém, para que se possa incluir é necessária uma capacitação e adequação de pessoas, professores, empresas, enfim, de todos aqueles que precisem de conscientização para gerar aceitação. Só a integração desses indivíduos pode levar a um intercâmbio de conhecimento vantajoso para todos, tanto para os que ensinam e convivem quanto para os que aprendem. Leia mais

Espaço digital promove inclusão social Biblioteca comunitária oferece oportunidade para a comunidade do Jardim Liberdade e região de se informatizar. Leia mais

Jovens do Liberdade têm cursinho pré-vestibular Professores voluntários, proporcionam oportunidade para estudantes do bairro que querem ingressar no ensino superior. Leia mais

Promoção humana ajuda famílias do Jardim Liberdade Famílias cadastradas na paróquia do bairro recebem cestas básicas todos os meses; algumas sobrevivem dessas doações Leia mais

Comércio ganha força no Jardim LiberdadeFundada há 34 anos, segundo moradores, a Zona 36 possui como ponto positivo o comércio diversificado. Leia mais

Vídeo do Lar Escola da Crinaça de Maringá

Vejam o video do Lar Escola da Criança de Maringá. Aqui

Prof. André Luiz convida

Reconhecendo a importância de seu trabalho, solicito o seu apoio na divulgação desses eventos, gostaria de contar com sua presença e se possível encaminhar para seu malling de contatos.
Obrigado.
Prof. André Luiz

NAPP - Núcleo de Atividades, Pesquisas e Projetos do Terceiro Setor do Projeto FAHOG, em parceria com Colégio Marconi promove palestras gratuitas em Guarulhos.
Em Guarulhos, o crescimento do Terceiro Setor e das ações de responsabilidade social e ambiental ainda é muito tímido, além de a cidade apresentar grandes contrastes sociais e econômicos.
No ano 2007, entre 05 a 09 de Novembro, o NAPP do Terceiro Setor do Projeto FAHOG em parceria com o Colégio Guglielmo Marconi, realizou a I Semana de Profissionalização do Terceiro Setor da Cidade de Guarulhos, esse evento teve como objetivo iniciar uma ampla articulação com vários segmentos da sociedade comprometidos com a qualificação e transformação das ações sociais e ambientais na Cidade. Tiveram presentes mais de 70 lideranças, representando projetos de qualidade e sucesso na cidade; além da programação com especialistas no Terceiro Setor o evento contou com 10 mini-cursos de capacitação.

Os participantes do evento deliberaram a formação de um Fórum de discussão sobre a Profissionalização do Terceiro Setor e mais cursos de capacitação profissional.

Atendendo a essa demanda o Professor André Luiz, Coordenador do NAPP do Terceiro Setor do Projeto FAHOG e Organizador do evento, lança no mês de Maio o Fórum Permanente do Terceiro Setor que tem como objetivo instrumentalizar e qualificar a Ong´s da Cidade com o Programa de Formação de Gestores.

A palestra gratuita será sobre Captação de Recurso, e terá duração de 2 horas, sempre acontecerá na terceira segunda-feira do mês, das 15h às 17h, no Auditório do Colégio Guglielmo Marconi.

Agenda de Maio
Cursos de extensão
Tema: Elaboração de Projetos Sociais I – T01
Professor: André Luiz
Data: 13/05 – Terça-feira
Horário: 08h às 17h
Carga Horária: 8 horas + 4 horas de atividades complementar
Investimento R$ 50,00 a vista – desconto de 75% - Valor normal R$ 250,00
Tema: Elaboração de Projetos Sociais I – T02
Professor: André Luiz
Data: 16/05 – sexta-feira
Horário: 08h às 17h
Carga Horária: 8 horas
Investimento R$ 50,00 a vista – desconto de 75% - Valor normal R$ 250,00

Fórum do 3º Setor e Responsabilidade Social
Tema: Qualidade dos serviços no Terceiro Setor
Data: 27/05 – última terça-feira do mês
Horário: 15h às 17h
Carga Horária: 2 horas
Investimento: Gratuito

O Colégio está localizado à Rua João Romano, 14 – Vila Flórida e o Telefone para as inscrições são (11) 6404-2188 ramal 25 ou 11 83107960. http://www.colegiomarconi.com.br/
NAPP do Terceiro Setor e Responsabilidade Social
Coordenador: Prof. André Luiz

Inauguração do NIS 3 Alvorada

Matéria do meu amigo Luiz Fernando Rodrigues, do Conselho Municipal de Saúde a respeito da inauguração do NIS 3 do Jardim Alvorada:
A Administração Municipal parece que vai inaugurar o NIS 3.
Para tanto, deveria passar pela apreciação do Conselho Municipal de Saúde de Maringá, que quando aprovou esta reabertura (há 3 anos) determinou alguns requisitos para abertura e a Conferência Municipal as referendou no ano passado:
- que todas as equipes do PSF estivessem completas (hoje faltam 15 profissionais médicos);
- manutenção e melhoria do atendimento do Hospital Municipal, com Raio-X e atendimento 24 horas, dentre outros quesitos;
Só espero, como membro deste conselho, que o gestor não inaugure mais esta unidade sem o suporte necessário. Sabemos que os pediatras serão contratados através de uma empresa de Curitiba, que ganhou a licitação no final de 2007.
Não entendo, porém, como um pediatra virá de outras regiões do estado para trabalhar aqui e ganhar menos, já que a prefeitura (através do concurso) pagaria mais que esta empresa.
Outro fator que deve ser levado em consideração é o serviço de hotelaria, pois os serviços de refeições e a lavagem das roupas deverão ser efetuados no Hospital, assim como a realização dos exames laboratoriais.
Vamos aguardar, porém não de braços cruzados! A população não pode sofrer mais do que já sofre com o atendimento à saúde. Inaugurar um serviço que não atenderá as expectativas da população não resolve o problema.

06 maio, 2008

Um vídeo antigo porém muito atual

“Olá! Eu sou Severn Suzuki. Represento, aqui na ECO, a Organização das Crianças em Defesa do Meio Ambiente. Somos um grupo de crianças canadenses, de 12 e 13 anos, tentando fazer a nossa parte, contribuir. Vanessa Sultie, Morgan Geisler, Michelle Quigg e eu. Foi através de muito empenho e dedicação que conseguimos o dinheiro necessário para virmos de tão longe, para dizer a vocês, adultos, que têm que mudar o seu modo de agir.
Você tem a opção de assistir ou de ler AQUI

05 maio, 2008

Aos Meios de Comunicação Social

Prezados Senhores,Quero manifestar o meu apreço e admiração pelos Meios de Comunicação Social que sempre tem cumprido a missão pela qual foram criados. Por ocasião do Dia Mundial dos Meios de Comunicação Social – 04.05, envio a minha saudação pessoal, recordando um trecho da mensagem que o Papa Bento XVI enviou. Dom Anuar Battisti – Arcebispo de Maringá. Leia Aqui

O Amor não vê a quem e sim a necessidade

O verdadeiro amor não leva em conta barreiras de raça, religião, nação ou classe social. A paz e a fraternidade são frutos do amor. A prática do amor não tem limites. É a necessidade do outro que diz o que deve ser feito e até que ponto se deve amar. Amor trazido por Cristo.

No Evangelho de Lucas, na passagem da parábola do Samaritano (10,30-39) ele não pergunta se o homem ferido era judeu ou não. O amor não vê a quem e sim a necessidade. O próximo é qualquer pessoa que encontramos. Radicalmente o Evangelho esta do lado do Samaritano.

O próximo é quem se aproxima da pessoa para lhe dar uma resposta às necessidades.

O Samaritano conseguiu atingir várias dimensões da partilha. Ele aproximou, fez curativo, colocou o homem em seu próprio animal, o levou a uma pensão, onde cuidou dele e pagou com moedas de prata os gastos para o dono da pensão.

O Samaritano partilhou amor, cuidados, fraternidade, atenção, tempo e bem material.

O mundo esta vazio de amor e paz. O individualismo, a ganância do ter, o capitalismo selvagem estão a cada dia ferindo vidas.

Há muitas pessoas caídas pelo caminho, a injustiça e a exclusão social arrancaram suas esperanças e a espancaram. À sociedade as discriminam, elas enfrentam diversas dificuldades.

O mundo esta sedento de Samaritanas e Samaritanos que saibam partilhar amor, fraternidade, carinho, cuidado, atenção, tempo e bem material. Partilhar esperanças e certeza que um novo mundo é possível, só depende de nós.

Pequenos gestos como um pão e um agasalho partilhado, um sorrio, um aperto de mão, um abraço, um olhar com ternura pode fazer renascer a esperança, dar vida a uma criança, adolescente, jovem, adulto e idoso.

O Projeto de Deus é construído com pequenos gestos, pequenas ações. Que sejamos tijolinhos em sua construção.

Lucimar Moreira Bueno (Lucia)

Fotos da Romaria do Trabalhador e da Trabalhadora da Arquidiocese de Maringa











Sem Crédito (do blog do Rigon)

Tanto a administração cidadã do PP quanto o principal jornal de Maringá noticiam a inauguração da Farmácia Popular, na manhã desta segunda-feira, sem dar o devido crédito ao vereador Humberto Henrique (PT).

Realmente não é fácil fazer oposição em Maringá, nem quando de seu trabalho resultam louros para o governante de plantão.PS - A lei, iniciativa do Vereador Humberto Henrique, é de junho de 2006.

BALADA PARA OUTRAS ISABELAS

Olá! Eu vim lhe contar um pouco da minha história...
Peço atenção, seu "dotô", um instante, não demora...

Engraçado é que ninguém, faz passeata por mim
a imprensa não divulga, o "figurão" não se importa,
a classe média não grita, os ricaços dão de ombros...

Que hipocrisia é essa, de chorar por uma só?
São tantas as Isabelas violentadas sem dó...
Vejam Agui

02 maio, 2008

Romaria foi marcada pelo desejo da realizacao da PAZ



Aproximadamente éramos quatro mil e quinhentas pessoas, com o tema “Felicidade (Feliz Cidade) é escolher a vida” refletimos à luz das “Bem Aventuranças” a realidade do povo carente, principalmente do bairro Santa Felicidade.

Uns dos momentos marcantes foi o testemunho da Sra. Neide, da Igreja Assembléia de Deus, presidente da Cooperativa dos Coletores de Recicláveis dos bairros João de Bairro e Santa Felicidade que funciona no modelo de economia solidária. Ela pediu ajuda e reivindicou melhores condições de trabalho para os catadores, que desde 2005 não tem local digno de trabalho, o salão onde funciona a cooperativa não tem cobertura e eles trabalham no sol e na chuva. Denunciou dizendo que desde que a atual administração pública assumiu houve um corte drástico na ajuda. A prefeitura deixou de pagar o aluguel além das despesas com água e luz. Segundo ela vinte e duas famílias dependem da cooperativa que precisa de sede própria. E fez um apelo: “Precisamos que nos vejam com olhar diferente. Queremos que nos visitem para ver as condições precárias que trabalhamos. Acreditamos num mundo mais justo e melhor”.

Ao ar livre, sobre um gramado, um vento frio, uma chuva serena e gelada se deu á abertura da romaria com o sinal da cruz, sinal da nossa fé. D. Anuar Battisti arcebispo da Arquidiocese de Maringá acolheu as romeiras e romeiros dizendo que a romaria é uma caminhada de fé, de coragem, de alegria e entusiasmo para celebrar o trabalho. Juntos, renovamos a fé com a oração do creio e renovamos nosso batismo através da aspersão da água. A vida de São José e Santa Felicidade foram resgatadas pelo Pe Sidney Fabril coordenador da romaria.

Saímos em caminhada, á frente uma enorme cruz carregada pelos romeiros e romeiras e a imagem de Nossa Senhora que foi com amor e carinho por nós acolhida com o comentário: “vamos receber uma pessoa especial, uma mulher trabalhadora e simples, que foi escolhida por Deus para trazer o seu filho, que apareceu com a cor negra no tempo da escravidão, que veio para mostrar que para Deus não há discriminação”.

A chuva aumentava o vento mais forte e mais gelado, uns com sombrinha, outros com guarda-chuva, outros com capa e muitos sem nada, mas havia algo em comum, a certeza da presença de Deus caminhando junto, visível em nós, nas crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, que com fé, esperança e coragem caminhavam sobre as ruas do Conjunto Santa Felicidade.

Um só povo. O povo de Deus. Caminhávamos juntos, o arcebispo D. Anuar, os padres, religiosas, religiosos, diáconos, lideranças, seminaristas, leigas e leigos.

As paradas trouxeram presente:
- o sofrimento de tantas pessoas na fila por atendimento médico e de remédio não encontrado na rede pública. A preocupação com a dengue e a certeza que queremos atendimento digno de saúde para todos os trabalhadores e trabalhadoras.
- a questão da terra. Roubaram nossa terra, estão maltratando nossa terra, esqueceram que a terra é obra de Deus e que somos filhas e filhos dela.
- a dor de tantas mães que tiveram seus filhos e filhas assassinados ainda na infância e adolescência, principalmente fatos ocorrido no conjunto Santa Felicidade.
- a exclusão social faz sua vitima no mundo inteiro. O conjunto Santa Felicidade é a face dessa realidade desumana.
- a misericórdia é o amor de Deus. Ser misericordioso é colocar o amor no coração. É enxergar o carente que não tem recurso para sair da miséria, estender a mão a ele. A sociedade os discrimina, ele enfrenta diversas dificuldades.
- a criança é pura de coração, precisamos aprender com elas e cuidar delas. Você tem criança em casa? Como você a educa? Você a educa com amor, limite, disciplina, diálogo ou espancando?
Você diz que a ama?
- o testemunho dos mártires, de ontem e de hoje. Pessoas que foram chamadas e deram suas vidas combatendo as estruturas injustas. Uma Igreja autentica, incomodada assume a fé e vida. São tantos os mártires que estão esquecidos e muitos não reconhecidos. Os jovens e adolescentes do conjunto Santa Felicidade.

A Romaria do Trabalhador e da Trabalhadora da Arquidiocese de Maringá foi marcada pelo desejo da realização da Paz que leva a verdadeira felicidade, para tanto é preciso escolher a vida e combater: a injustiça, a mentira, as falsas promessas e a hipocrisia.

Se em nome do desenvolvimento se fere a paz e a justiça, então vivemos em estado de guerra. Em nossas cidades, em nossos bairros, em nosso país quantas coisas são feitas em nome da paz...mas que paz!!! Que paz é esta que destrói, que exclui, que empobrece... .

A paz é antes de qualquer coisa obra da justiça. Onde existem injustiças, desigualdade entre as pessoas, atenta-se contra a paz.

A paz é fruto do amor. É expressão de uma real fraternidade e amor entre as pessoas. Fraternidade e amor trazidos por Cristo.

Alguns compromissos apresentado:
- aos pastores da Igreja, bispos e padres, cumpre educar as consciências, inspirar, estimular e ajudar a orientar todas as iniciativas que contribuam para a formação da pessoa humana. Cumpre também denunciar todos aqueles que, ao irem contra a justiça, destroem a paz;
- a todo o povo de Deus, cumpre defender segundo o mandato evangélico o direito dos pobres e oprimidos, urgindo nossos governos e dirigentes que eliminem tudo quanto destroem a paz social;
- convidar as diversas confissões e comunidades cristãs e não-cristãs num grande mutirão pela paz a colaborar nesta fundamental tarefa de nossos tempos.
- encorajar e favorecer todos os esforços do povo para criar e desenvolver suas próprias organizações de base, para reivindicação e consolidação de seus direitos na busca de uma verdadeira justiça.
- alentar e aplaudir as iniciativas e trabalhos de todos aqueles que nos diversos setores da ação contribui para a criação de uma nova ordem que assegure a paz no seio de nossa cidade.

Com relação à situação do conjunto Santa Felicidade (PAC) que aconteça para o bem das famílias e que fique claro para o povo, que haja diálogo com democracia.

Dom Anuar Battisti colocou que a Arquidiocese de Maringá assume a campanha de apoio ao abaixo assinado para a redução da carga horária de trabalho de 44 para 40 horas - informações no http://www.40horas.com.br/ e também o apoio à campanha de assinatura de uma nova lei de iniciativa popular onde os candidatos políticos que estão respondendo a processo judicial não podem ser candidatos (saiba mais aqui).

Logo no inicio conversando com Dom Anuar Battisti, Arcebispo da Arquidiocese de Maringá ele disse:

A Romaria significa estar a caminho, em busca de algo novo porque não aceita a
situação atual. Trilhar novos caminhos. Reavivar a vida, a auto estima, pedir e
agradecer a Deus.

Como e bom ver a nossa Arquidiocese fazendo acontecer.

Uma Igreja Samaritana a serviço da vida.
“Viu, sentiu compaixão, aproximou-se e curou as feridas...(Lc 10, 33-34)

Que a nossa fé em Cristo nos fortaleça nestes propósitos, e que Santa Felicidade e a Senhora da Glória intercedam por nós.

Lucimar Moreira Bueno (Lucia)