31 outubro, 2013

Transferências de padres na Arquidiocese de Maringá


As posses serão realizadas a partir de janeiro de 2014

No exercício da minha missão e obedecendo a uma norma assumida pela maioria absoluta do Presbitério da Arquidiocese, de que os Presbíteros sejam transferidos depois de seis anos, ou quando for necessário, sempre priorizando o diálogo e a disponibilidade em servir, comunico as transferências ou nomeações para o ano de 2014:

1. Pe. Emerson Cícero de Carvalho – de Pároco da Paróquia São João Batista em Jandaia do Sul passa a ser Reitor Seminário de Teologia Santíssima Trindade de Maringá, em Londrina.

2. Pe. Sidney Fabril continua Pároco da Paróquia São José Operário e assume como Diretor Espiritual do Seminário Santíssima Trindade de Maringá, em Londrina.

3. Pe. Júlio Antônio da Silva – de Pároco da Paróquia Cristo Ressuscitado passa a ser Pároco da Paróquia Divino Espírito Santo em Maringá.

4. Pe. Onildo Luiz Gorla Junior – de Reitor do Seminário de Teologia Santíssima Trindade em Londrina passa a ser Pároco da Paróquia São Miguel Arcanjo em Maringá. 

5. Pe. Darci Maximino de Oliveira – de Pároco da Paróquia São Miguel Arcanjo em Maringá passa a ser Vigário Paroquial da mesma Paróquia.

6. Pe. Altair Ciarallo – de Pároco das Paróquias São Pedro Apóstolo em Dr. Camargo e Nossa Senhora do Rocio em Ivatuba passa a ser Pároco da Paróquia Cristo Ressuscitado em Maringá.

7. Pe. Janilson Canuto – de Pároco da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em Maringá passa a ser Pároco da Paróquia São Silvestre em Maringá.

8. Pe. Manoel Silva Filho – de Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes e São Judas Tadeu em Maringá passa a ser Pároco da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em Maringá. 

9. Pe. César Hipólito – de Pároco da Paróquia São Sebastião em Mandaguaçu passa a ser Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes e São Judas Tadeu em Maringá.

10. Pe. Luiz Carlos de Azevedo – de Pároco da Paróquia São Paulo Apóstolo em Sarandi passa a ser Pároco da Paróquia São Francisco de Assis em Maringá. 

11. Pe. Rildo da Luz Ferreira – de Pároco da Paróquia São Silvestre em Maringá passa a ser Pároco da Paróquia Bom Jesus em Aquidaban.

12. Pe. Jair Presinati – de Pároco da Paróquia Divino Espírito Santo em Maringá passa a ser Pároco das Paróquias São Pedro Apóstolo em Dr. Camargo e Nossa Senhora do Rocio em Ivatuba.

13. Pe. Rodrigo Gutierrez Stabel – de Vigário Paroquial na Paróquia Jesus Bom Pastor em Paiçandu passa a ser Pároco da Paróquia Santa Rosa de Lima em Iguatemi.

14. Pe. Nelson Molina – de Pároco em São Pedro Apóstolo em São Pedro do Ivaí passa a ser Pároco da Paróquia São João Batista em Jandaia do Sul.

15. Pe. Edivaldo Rossi Gonçalves – de Vigário Paroquial na Paróquia São Francisco de Assis em Maringá passa a ser Vigário Paroquial na Paróquia Nossa Senhora de Fátima em Marialva.

16. Pe. Décio Valdevino Marques – de Administrador Paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Esperança em Sarandi passa a ser Pároco da Paróquia São Paulo Apóstolo em Sarandi. 

17. Pe. Edinei José Rigolin – de Pároco da Paróquia Santa Rosa de Lima em Iguatemi passa a ser Pároco da Paróquia São Judas Tadeu em Cruzeiro do Sul e Imaculada Conceição em Uniflor.

18. Pe. Everaldo da Luz Silva - de Administrador Paroquial da Paróquia Nossa Senhora Divina Pastora de Ourizona passa a ser Pároco da Paróquia da Paróquia Nossa Senhora da Esperança em Sarandi.

19. Pe. Valdir Egea – de Pároco da Paróquia São Francisco de Assis passa a ser Pároco da Paróquia São Pedro em São Pedro do Ivaí. 

20. Pe. Giovani José da Silva – de Vigário Paroquial na Paróquia Nossa Senhora de Fátima em Marialva passa a ser Vigário Paroquial na Paróquia São Jorge do Ivaí.

21. Pe. Antonio Carlos da Silva – Responsável pela Pastoral Carcerária.
22. Diácono Claudemir Ricardo da Silva - exercerá o seu Ministério Diaconal na Paróquia Bom Pastor em Mandaguari.

23. Diácono Vanilson dos Santos Rigon - exercerá o seu ministério diaconal na Paróquia São Sebastião em Mandaguaçú. 

24. Diác. Marcos Andeluci – exercerá o seu diaconato na Paróquia São Paulo Apóstolo em Sarandi. 

25. Diác. Neri Dione Squisati – Vigário Paroquial da Paróquia São Francisco de Assis em Maringá. 

26. A Paróquia Nossa Senhora Divina Pastora em Ourizona será Assessorada Pastoralmente pelos Padres Adacílio Felix de Oliveira e Giovani José da Silva de São Jorge do Ivaí.

Peço a todos que terminem o ano pastoral em suas Paróquias. As posses serão realizadas por mim ou pelo Vigário Geral a partir de Janeiro de 2014 em datas a serem acertadas entre os interessados.

Agradeço de coração o amor e a dedicação de cada um, e a prontidão em aceitar um novo campo de evangelização. Fico feliz ao concluir esse trabalho sabendo que eu posso continuar contando com cada um de vocês.

Dom Anuar Battisti 
Arcebispo de Maringá.

29 outubro, 2013

Hoje é o Dia Mundial de Combate ao AVC

AVC pode ser prevenido com hábitos saudáveis

Apontado como uma das principais causas de internação e morte no país, o acidente vascular cerebral (AVC) pode ser prevenido, em boa parte dos casos, com hábitos saudáveis no decorrer da vida, como a prática moderada de exercícios. No Dia Mundial de Combate ao AVC, lembrado hoje,29, especialistas alertam que a busca por atendimento médico de emergência logo após o aparecimento dos primeiros sintomas é fundamental. O atendimento rápido garante que a aplicação dos medicamentos ocorra antes de quatro horas e meia, período considerado chave para reduzir a mortalidade.
De acordo com a Organização Mundial de AVC, a doença é responsável por 6 milhões de mortes a cada ano. Dados do Ministério da Saúde mostram que entre 2000 e 2010, a mortalidade por acidente vascular cerebral no país caiu 32% na faixa etária até 70 anos, que concentra as mortes evitáveis. Apesar disso, só em 2010, mais de 33 mil pessoas morreram em decorrência de AVC nessa faixa etária.
Membro da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia e presidente da Sociedade de Neurocirurgia do Rio de Janeiro, o médico Eduardo Barreto acredita que o desconhecimento da população sobre os sintomas é uma dos maiores dificuldades no combate ao AVC.
"Um dos maiores problemas que percebemos é o desconhecimento dos sintomas, que servem como sinal de alerta e, se fossem identificados adequadamente, poderiam evitar verdadeiras catástrofes provocadas pelo AVC", disse ele, que citou como principais sintomas a fraqueza ou dormência súbita em um lado do corpo, dificuldade para falar, entender o interlocutor ou enxergar, tontura repentina e dor de cabeça muito forte sem motivo aparente.  "Assim que algum dessas situações for percebida, é preciso buscar imediatamente assistência médica de urgência", acrescentou.
O especialista ressaltou que quando o atendimento ocorre em tempo hábil é possível submeter o paciente a exames para determinar o tipo de AVC e a área do cérebro atingida e fazer os procedimentos necessários, como a injeção de medicamentos que dissolvem o coágulo. Ele enfatizou que, com isso, as possibilidades de recuperação são muito maiores. Barreto destacou que, sem o diagnóstico precoce, o AVC pode provocar, com mais frequência, o comprometimento irreversível do cérebro, causando perda da noção das relações - capacidade de o paciente identificar se uma pessoa é sua mãe, esposa ou filha, por exemplo - sequelas motoras, como paralisia de pernas e braços e perdas de linguagem. Ele acrescentou que os fatores que aumentam as chances de ocorrer um AVC são a hipertensão, o diabetes, fumo, álcool, a alta taxa de colesterol e o sedentarismo. A doença atinge principalmente idosos com mais de 60 anos de idade, porém há registros de ocorrências em jovens e recém-nascidos.
O AVC é causado pela interrupção brusca do fluxo sanguíneo em uma artéria cerebral provocada por um coágulo, denominado isquêmico, ou o rompimento de um vaso sanguíneo provocando sangramento no cérebro, chamado hemorrágico. O AVC isquêmico é o mais comum, representando mais de 80% dos casos da doença.
A Organização Mundial de AVC recomenda, para saber se uma pessoa está tendo a doença, primeiramente pedir que ela sorria e verificar se o sorriso está torto. Em seguida, observar se ela consegue levantar os dois braços. Outro passo é notar se há alguma diferença na fala, se está arrastada ou enrolada. Caso seja identificado algum desses sinais, deve-se procurar imediatamente um serviço de saúde.
Fonte: Agência Brasil

24 outubro, 2013

Outro consumidor (soberano) para a outra economia


Fonte: Adital
Por Carlos Ballesteros
Madri, Espanha
O consumo é uma cultura
«A sociedade de consumo» pode ser entendida como um conjunto determinado de valores, crenças, ritos, linguagens, símbolos, instituições e as formas de as pessoas se relacionarem umas com as outras; uma forma de vida característica de um grupo humano, à qual os sociólogos dão o nome de cultura. O consumo é uma cultura, um modo de ver e entender o mundo, e dirigir o comportamento das pessoas.
Efetivamente, estamos organizados ao redor de ritos (ir às compras), instituições pelas quais nos exprimimos (centros comerciais), televisão), uma linguagem (a publicidade), uma forma de nos relacionarmos com os demais (comprar e vender, comparar o que outros têm), valores (propriedade privada), tanto tem, tanto vale...), símbolos. Estamos imersos em um sistema que invade cada vez mais os espaços da existência das pessoas, e procura dar sentido e reger a sua vida.
Valores entre os quais se poderiam mencionar as preocupações pela ... Leia na íntrega

13º Intereclesial das CEBs

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR


22 outubro, 2013

Pesquisa usa 115 milhões de animais por ano no mundo, diz ativista

Todos os anos, 115 milhões de animais são usados em pesquisa em todo o mundo. Embora não existam dados oficiais – muitos países não mantêm registros –, a estimativa foi feita pela diretora de ciências da Coligação Europeia para o Fim das Experiências em AnimaisKaty Taylor, com base em modelos matemáticos.
O debate ganhou força no Brasil nesta semana, depois que grupos de defesa dos animais invadiram o Instituto de Pesquisa Royal e resgataram cachorros da raça beagle usados em testes. O site do instituto saiu do ar, mas a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) publicou uma nota criticando a ação dos ativistas e destacando "a importância da utilização de animais para o desenvolvimento de novos medicamentos e tratamentos para o ser humano bem como de outras espécies animais". Leia na íntegra

Slide do Seminário das CEBs do Regional Sul II (Paraná)

Clique  AQUI  para ver ou fazer o download do slide apresentado pelo assessor Pe. Sidney Fabril no Seminário das CEBs do Regional Sul II (Paraná), realizado em Maringá nos dias  19 e 20 de outubro de 2013, em preparação para o 13º Intereclesial das CEBs Nacional que irá acontecer em janeiro de 2014, diocese de Crato, Juazeiro do Norte, Estado do Ceará.

18 outubro, 2013

Seminário das CEBs do Regional Sul II (Paraná) - em preparação para o 13º Intereclesial das CEBs Nacional

Maringá acolhe o povo das CEBs do Paraná que vem para participar do Seminário em preparação para o 13º Intereclesial das CEBs Nacional. A partir das 19 horas, desta sexta-feira, os/as delegados começam a chegar.

O seminário vai ser realizado no Centro de Formação Bom Pastor, situado na Av. Colombo, 8892 (BR 373, KM 130), anexo ao Seminário Maior Arquidiocesano Nossa Senhora da Glória.

PROGRAMAÇÃO

Sexta-feira dia 18/10/2013
- Chegada dos/das delegados/as a partir das 19 horas

Sábado dia 19/10/2013
-  07 horas às 08h20:  café
- 08h20m: Acolhida 
- 08h30 às 09 horas: Oração de abertura - preparada por Maringá
- 09h  às 10h30:  desenvolvimento do tema pelo assessor
- 10h30m às 11 horas: café
- 11h  às 12h30:  desenvolvimento do tema pelo assessor
- 12h30 às 14h: Almoço
- 14h às 18h: desenvolvimento do tema pelo assessor
- 18h às 19h: Momento por província
- 19h: banho
- 20 horas: jantar
- 21h30: Confraternização

Domingo dia 20/10/2013 
- 07h: café
- 08h: desenvolvimento do tema pelo assessor
- 09h30h: café
- 10h às 11h: fechamento do seminário pelo assessor
- 11h: Celebração de envio
- 12h30: Almoço encerrando o seminário

O 13º Intereclesial das CEBs Nacional
O 13º Intereclesial das CEBs Nacional vai acontecer de 7 a 11 de janeiro de 2014, com o Tema: justiça e profecia a serviço da vida e o Lema: CEBs, romeiras do Reino no campo e cidade. Quem acolherá o Intereclesial é a Diocese de Crato, na cidade de Juazeiro do norte, no Estado do Ceará.


16 outubro, 2013

Ipea estima que Bolsa Família reduziu miséria em 28% em 2012

Conforme um estudo divulgado nesta terça-feira pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o Bolsa Família reduziu a pobreza extrema brasileira em 28%, no ano passado. O Bolsa Família não só aliviou a pobreza, como também garantiu a presença das crianças na escola, a nutrição, a saúde e a redução da mortalidade infantil.

A reportagem é de Demétrio Weber e publicada pelo jornal O Globo, 16-10-2013.


A estimativa utiliza a linha oficial de pobreza extrema, que classifica como miserável quem sobrevive com renda per capita de até R$ 70 por mês. O cálculo foi feito com base na última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2012), do IBGE.

Os resultados do estudo foram apresentados pelo presidente do Ipea e ministro-chefe interino da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Marcelo Neri, que é também presidente do Ipea, e pela ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello.

- O Bolsa Família não só aliviou a pobreza, como também garantiu a presença das crianças na escola, a nutrição, a saúde e a redução da mortalidade infantil. O Bolsa Família fez bem para o Brasil e os resultados são para o conjunto da população. Hoje podemos fazer uma discussão que não é mais ideológica. Temos estatísticas e dados que comprovam o impacto do Bolsa Família - disse Tereza.

A presidente Dilma Rousseff comemorou, via Twitter, o resultado do estudo do Ipea, dizendo que o Bolsa Família tem efeito multiplicador da renda. "O ipeaonline divulgou estudo mostrando que cada R$ 1 investido no BolsaFamília gera aumento de R$ 1,78 no PIB do Brasil. O ipeaonline comprova o efeito multiplicador de renda do Bolsa Família por toda a sociedade. O Bolsa Família e o Brasil sem Miséria garantem que 36 milhões de brasileiros saiam da extrema pobreza", escreveu a presidente.

Criado em outubro de 2003, o programa completa dez anos neste mês. Em 2003, o peso do Bolsa Família na redução da miséria era de 7%, o que significa dizer que seu impacto nesse sentido quadruplicou em 2012, quando o programa passou a garantir uma queda de 28% da pobreza extrema. Um ano antes, em 2011, esse índice era de 25%.

A primeira década do Bolsa Família ensejará o lançamento de um livro pelo ministério e pelo Ipea, com artigos de pesquisadores sobre o tema, no próximo dia 30. Um dos artigos trata dos efeitos macroeconômicos do programa, em comparação a outras transferências sociais.

Segundo o artigo, o Bolsa Família tem, de longe, mais impacto no crescimento do Produto Interno Bruto (PIB, soma de bens e serviços produzidos no país, num ano). Para cada R$ 1 repassado pelo programa, a economia cresce R$ 1,78, ante R$ 0,39, no caso do FGTS; R$ 0,53, na Previdência; R$ 1,06, no abono e no seguro-desemprego; e R$ 1,19 no BPC (Benefício de Prestação Continuada), que é dado a idosos e deficientes.

- O melhor caminho para fazer a economia girar é o Bolsa Família - disse Neri, que assina o artigo com Pedro Ferreira de Souza e Fabio Monteiro Vaz, ambos pesquisadores do Ipea.

O Bolsa Família foi escolhido o vencedor do 1º Prêmio para Desempenho Extraordinário em Seguridade Social (Award for Outstanding Achievement in Social Security), concedido pela Associação Internacional de Seguridade Social (ISSA, em inglês). De acordo com Tereza, que representará o governo na cerimônia de entrega do prêmio, em novembro, no Qatar, a presidente Dilma Rousseff enviou mensagem de agradecimento à ISSA:

"O Brasil tem milhões de razões para estar orgulhoso do Bolsa Família, um programa que reduz as desigualdades e beneficia todos os brasileiros", disse Dilma, segundo nota divulgada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. "O Bolsa família garante que 36 milhões de brasileiros vivam acima da linha da extrema pobreza, mantém 16 milhões de crianças e adolescentes na escola e também foi decisivo para reduzir a mortalidade infantil”, disse a presidente, em nota.

09 outubro, 2013

46 anos do assassinato de Che


Fidel, ao referir-se a Che, disse: “nos deixou seu pensamento revolucionário, nos deixou suas virtudes revolucionárias, nos deixou seu caráter, sua vontade, sua tenacidade, seu espírito de trabalho. O homem que deve ser modelo para nosso povo”.
Ernesto Guevara de la Serna militante revolucionário dedicou toda sua vida para uma causa do povo. Deixou-nos um legado de solidariedade incondicional com todos os oprimidos e de compromisso com as lutas pela libertação dos povos. Grandioso, mas humilde. Referência de um militante. Ele é um exemplo de superação dos próprios limites. Tudo fez por um profundo amor à humanidade.


Juiz solta acusado de pequeno furto, porque há muitos corruptos livres

Para um bom debate..., embora não aprofundei no assunto..., penso que o juiz teve uma atitude aprazível.

Confira:
Juiz solta acusado de pequeno furto, porque há muitos corruptos livres
Um juiz de Goiás determinou a soltura de um rapaz acusado de furto, por considerar injusto e pouco razoável mantê-lo preso enquanto “políticos e administradores públicos desviam fortunas dos cofres públicos e sequer passam diante de uma delegacia”. Ele estava preso desde 21 de setembro. A notícia foi publicada em outubro de 2006. Segundo a decisão do magistrado Adegmar José Ferreira, da 10ª Vara Criminal de Goiânia, manter Maxwell Messias de Sousa, 20, detido seria continuar “socializando a pobreza por meio dos mecanismos penais impostos pelo sistema jurídico do país”. Acatando o pedido da defesa e o parecer do Ministério Público, o juiz determinou a expedição de alvará de soltura do réu após a audiência de instrução. O rapaz é acusado por um pequeno furto em uma casa.
A decisão reconhece que “é uma situação de extrema pobreza – ele não arrumava emprego, é uma pessoa negra, um rapaz novo, de 20 anos de idade, e resolvo colocá-lo em liberdade, imediatamente, por entender que a prisão dele foi absurda, considerando os parâmetros da Justiça brasileira, principalmente o tratamento dispensado aos crimes administrativos e em determinados setores da política”. As informações são da Folha de S. Paulo.
O texto da decisão monocrática analisa que “o momento atual é ideal para abrir esse tipo de discussão, uma vez que o país vem de uma série de escândalos de corrupção política e de um processo de escolha dos representantes dos poderes Legislativo e Executivo”.
O juiz também justifica a soltura, escrevendo que “em um país em que a sociedade elege determinados caciques da política para a administração pública e reelege tantas e quantas vezes, apesar de eles saquearem os cofres públicos, a própria sociedade está concordando que o juiz coloque em liberdade um coitadinho que tem mais razão para o furto”.
E prossegue: “a partir do momento que algumas pessoas se reelegem com absoluta maioria de votação, o Judiciário deve ser um pouco mais crítico, logicamente, sem ser inconseqüente”, lembrando que o réu não era acusado por nenhum crime grave e não oferece risco à convivência social.
A decisão recordou ainda episódios recentes de condenações a pessoas acusadas por pequenos crimes, como furto de xampu, sabão em pó e comida, além de outros episódios que considerou de baixa gravidade, tendo em vista que delitos mais sérios nem sempre são julgados com a mesma rigidez.
O réu é defendido pela defensa pública Vania Maria Petrus Costa. Ela enfatizou que Sousa “é réu primário, possui residência fixa e reside na companhia de seus tios”. Ele responderá em liberdade ao processo, com a condição de comparecer a todos os atos previstos na tramitação da ação penal. (Fonte: Espaço Vital)

Akino Maringá, colaborador
Fonte: Site do Rigon

04 outubro, 2013

04 de outubro dia de São Francisco de Assis


Dante Alighieri, o primeiro e maior poeta da língua italiana, disse que Francisco de Assis foi uma “luz que brilhou sobre o mundo”, para mim é à luz que continua à brilhar sobre mundo. Luz que nos leva a ouvir o grito e a ver o rosto de quem escolhe a rua como sua casa, de quem encontra desempregado, de quem encontra enfermo, de quem encontra fechado em si mesmo, de quem se encontra no mundo das drogas e vícios, de quem vive na miséria da fome, de quem o “meio” levou a perder sua própria dignidade.

Enquanto que para os capitalistas, a terra, a água, as sementes, o ar, as matas são recursos que devem ser explorados conforme seus interesses econômicos, em nome do desenvolvimento, do progresso e da modernidade, avançando sobre o mundo desrespeitando limites, leis, colocando em risco a vida de todos os seres vivos, inclusive da humanidade, Francisco de Assis com sua luz que continua à brilhar sobre mundo nos ensina sentir a bondade e a maravilha da Criação, nos convidando a amar todas as criaturas, acolhendo-ás como nossos irmãos e irmãs.

São Francisco de Assis, frade católico da Itália, fazia parte da burguesia da cidade de Assis, e depois de uma juventude irrequieta e mudana, voltou-se para uma vida religiosa de completa pobreza, desenvolveu uma profunda identificação como os problemas do povo e com a humanidade de Cristo. Dedicou sua vida aos mais pobres dos pobres. Num tempo em que o mundo era visto como essencialmente mau, Francisco afirmou a bondade e a maravilha da Criação, amou todas as criaturas chamando-as de irmãos e irmãs. Fundou a ordem mendicante dos Frades Menores, mais conhecidos como Franciscanos com o hábito da pregação itinerante, quando os religiosos de seu tempo costumavam fixar-se em mosteiros, e com sua crença de que o Evangelho devia ser seguido à risca, imitando-se a vida de Cristo.

Cântico das Criaturas

03 outubro, 2013

Papa lamenta tragédia ocorrida hoje em Lampedusa, sul da

O papa Francisco disse ser uma vergonha a tragédia na ilha de Lampedusa, que matou pelo menos 90 migrantes, hoje pela manhã. “Não posso não recordar com grande dor as numerosas vítimas do trágico naufrágio ocorrido hoje, no largo de Lampedusa. Vem-me a palavra ‘vergonha’”, disse o papa, que solicitou orações por quem perdeu a vida. Francisco pediu, ainda, a união de esforços para que tragédias semelhantes não se repitam. “Somente uma colaboração firme de todos pode ajudar a preveni-las”, afirmou.
Segundo informações da Rádio Vaticano, a embarcação, que incendiou e naufragou, tinha cerca de 500 refugiados, entre eles 30 crianças, provindos da Eritreia e da Somália.
O pronunciamento do papa ocorreu ao final da audiência, no Vaticano, com participantes do Congresso Organizado para comemorar os 50 anos da Encíclica Pacem in Terris, promulgada pelo beato João XXIII, em abril de 1963.
Para Francisco, tragédias como as de Lampedusa acontecem porque o mundo ainda tem o mesmo espírito que predominava na época em que a encíclica foi publicada. “No final de 1962, a humanidade se encontrou à beira de um conflito atômico mundial, e o papa fez um dramático apelo de paz. O diálogo que então os blocos antagonistas empreenderam com muita dificuldade levou, durante o pontificado de João Paulo II, à superação daquela fase. As sementes lançadas pelo beato João XXIII deram frutos. Todavia, não obstante a queda de muros e barreiras, o mundo continua a necessitar de paz e o chamado da Pacem in terris permanece fortemente atual”, explicou.
No discurso, o papa questionou se a sociedade compreendeu a lição da encíclica, se as palavras justiça e solidariedade estão somente no dicionário ou se todos trabalham para que elas se tornem realidade. “A encíclica do beato João XXIII nos recorda claramente que se não trabalharmos por uma sociedade mais justa e solidária e se não superarmos egoísmos e individualismos, não poderão existir paz e harmonia verdadeiras”, ressaltou.


Por CNBB, com Rádio Vaticano

Para refletir


Cachorro faz de tudo para conseguir amizade de garoto com síndrome de Down