31 dezembro, 2012

Feliz 2013

Todo Ano Novo é hora de renascer, de florescer, de viver de novo. De repente é Ano Novo e tudo se renova... É o ciclo da vida, parece tudo magia, é a magia de Deus. Momento doce e cheio de significado para as nossas vidas. É tempo de repensar valores, de um ponderar sobre a vida e tudo que a cerca.
Obrigado Senhor pelo ano que se finda, e pelo ano que se aproxima, que tenhamos muita paz e amor, em nossos corações. Que em 2013 você , familiares e amigos/as sintam mais forte ainda o significado da palavra amor. É o que desejo a todas e a todos visitantes do blog.

27 dezembro, 2012

Excesso de comissionados


Uma quantidade só pode ser qualificada como grande ou pequena mediante comparação com objetos ou situações da mesma natureza. Assim, indagamos, seria razoável ou grande demais o número de cargos comissionados nos poderes Executivo e Judiciário no Paraná? No Executivo, por exemplo, contam-se hoje em mais de 4 mil – um milhar a mais do que existia em 2010. Nesses dois anos, não só esse poder como também o Tribunal de Justiça e o Ministério Público estadual ampliaram em centenas os quadros de servidores nomeados sem concurso. Ainda agora, no finzinho do ano, os três entes haviam encaminhado à Assembleia pedidos para criar em suas estruturas perto de 500 vagas da modalidade; algumas dessas solicitações serão avaliadas apenas no ano que vem.
Pois bem: para saber se por aqui há excesso ou não, lembremo-nos de que na Alemanha, um dos maiores PIBs do mundo e com administração pública exemplar, o total de cargos de confiança não passa de 500, mais ou menos o mesmo número existente na França. Na Inglaterra, há míseros 300. Nos Estados Unidos, menos de 10 mil. Na comparação, portanto, o exagero paranaense é evidente e gritante. Mas este não é um mal exclusivo do estado; é do...continue lendo...

Servidora alega perseguição

Interrompo meu recesso de postagens por um motivo justo. Hoje pela manhã recebi a ligação de uma servidora do Pronto atendimento da Zona Norte. Ela está desesperada pois não recebeu seu salário de janeiro.  Me disse alegaram questões burocráticas. Mas pelo seu relato não é apenas isso.
 Ela apresentou um atestado médico sem CID, o que não foi aceito e solicitado que apresentasse um atestado com CID. Ela apresentou o segundo atestado fora do prazo. Sua chefe deveria mandar uma comunicação interna para resolver o problema, mas segundo ela, esta não o fez.
Essa questão da obrigatoriedade do CID é bem discutível, mas nem vou entrar nesse mérito. Senhores secretário de saúde Antonio Carlos Nardi, Sr José Orlando, por favor verifiquem a situação com sensibilidade e bom senso.
A falta de sensibilidade e bom senso faz com que várias vezes a prefeitura fosse condenada em processos trabalhistas.
E quem paga pelos erros dos administradores? Todos nós.
PS: antes de me ligar, ligou no sindicato e não conseguiu falar. Liguei mas também nao consegui. Honestamente não sei se estão de recesso pois nao encontrei nada na página deles.

26 dezembro, 2012

Martírio e missão a partir das CEBs

Com maior ou menor intensidade, ao longo da história do cristianismo sempre houve batismo de sangue por causa da fé. Em tempos mais recentes, na América Latina e Caribe, os mártires se multiplicaram. Isso evidencia, por um lado, o aprofundamento das injustiças e desigualdades sociais e, por outro, a resistência e a luta do povo na defesa dos diversos direitos, da vida e da dignidade humana. O mártir é alguém consciente da conjuntura sócio- histórica; da ordem que produz a desordem; das forças que geram a fraqueza.
É portador de um projeto coletivo. Pensa para além das contradições do presente; enxerga através da noite escura e ousa ajudar o dia a clarear. Doa-se aos poucos ou tudo de uma vez, ancorado em uma espiritualidade profético-libertadora...continue lendo...

21 dezembro, 2012

Inscrições para o Prêmio “Mulheres Negras contam sua História” podem ser feitas até 25 de janeiro

"Mulheres Negras contam sua História" vai premiar cinco melhores redações com R$ 5 mil. Cinco candidatas selecionadas na categoria "Ensaio” receberão R$ 10 mil. Inscrições poderão ser feitas no período de 21 de novembro de 2012 a 25 de janeiro de 2013. Somente mulheres autodeclaradas negras podem participar do concurso.

Segue aberto até 25 de janeiro de 2013 o período de inscrição para o prêmio "Mulheres Negras contam sua História", da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR) em parceria com a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir). "Nossa pretensão é que as mulheres negras escrevam e possam trazer subsídios para a elaboração de políticas públicas”, afirmou a ministra Eleonora Menicucci, da SPM, no ato de anúncio da chamada pública, ocorrido durante os atos alusivos ao Dia Nacional da Consciência Negra.
O público-alvo do concurso é formado por mulheres autodeclaradas negras. Elas poderão participar com redações e ensaios, contar a história e a vida das afro-brasileiras na construção do país. O prêmio possui duas categorias: "Redação", com texto de no mínimo 1.500 até o máximo de 3.000 caracteres, e "Ensaio", com textos de 6.000 a 10.000 caracteres. Serão premiadas as cinco melhores redações com R$ 5 mil, e as cinco candidatas selecionadas na categoria "Ensaio” receberão R$ 10 mil.
O prêmio é uma iniciativa da SPM no resgate do anonimato das mulheres negras como sujeitos na construção da história do Brasil. O objetivo é estimular a inclusão social das mulheres negras por meio do fortalecimento da reflexão acerca das desigualdades vividas pelas mulheres negras no seu cotidiano, no mundo do trabalho, nas relações familiares e de violência e na superação do racismo.
Inscrições - As inscrições estão abertas desde 21 de novembro de 2012 e se encerrarão em 25 de janeiro de 2013. Somente mulheres autodeclaradas negras podem participar do concurso. As inscrições somente serão aceitas mediante o envio dos textos, em formato de texto, nas categorias "Redação" e "Ensaio". Deverão ser efetuadas pelo endereço: premiomulheresnegras@spmulheres.gov.br ou postadas pelo correio para o endereço: Prêmio Mulheres Negras contam sua História - Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República - Praça dos Três Poderes Via N1 Leste, s/nº, Pavilhão das Metas, CEP 70150-908, Brasília - DF.

A notícia é da Secretaria de Políticas para as Mulheres

CEBs


Lideranças pedem que Pupin justifique criação de novos cargos

Na manhã desta sexta-feira (21) lideranças da ACIM, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Igreja Católica, Observatório Social, Conselho de Segurança (Conseg) e sindicatos se reuniram para discutir a iniciativa do executivo sobre o acréscimo de 238 cargos de confiança na estrutura administrativa da Prefeitura de Maringá. Com a medida já aprovada pela Câmara Municipal, a quantidade de cargos comissionados na prefeitura passará de 277 para 515.
As lideranças solicitaram uma audiência com o prefeito eleito, Carlos Roberto Pupim, para que o executivo apresente justificativas mais detalhadas sobre a criação dos novos cargos. Houve consenso entre as lideranças de que é necessário um estudo técnico para explicar a criação dos cargos.

Fonte: site da Arquidiocese de Maringá

Gasto com comissionados pode passar de R$ 33,5 milhões por ano

Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo alterando a estrutura administrativa da Prefeitura de Maringá prevê um aumento de até R$ 15 milhões por ano no gasto com a contratação de funcionários sem concurso público. Mais informações

Queridos amigos e colaboradores do Lar Escola da Criança!


Que neste Natal você e sua família sintam no coração o significado da palavra amor. Que Jesus Menino traga raios de luz que iluminem os seus caminhos. Que você tenha muita felicidade, paz interior, saúde do corpo e da alma, que seus passos sejam guiados pela LUZ da estrela de Belém.
 Em 2013, teremos um caderno novo de 365 páginas, dias em branco para escrever a nossa história, a nova história de nossa vida. A cada amanhecer DEUS nos dará uma folha e teremos um dia para preenchê-la. Que o DEUS MENINO caminhe conosco e nos ajude viver a cada dia em união com Ele e que com nosso modo de ser e agir possamos transmitir por onde passarmos o seu grande amor por nós.
 Que o nosso bom DEUS nos ajude viver cada dia, cada hora e cada minuto em sua plenitude, como se fosse o último.

FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO PARA TODOS!
Esses são os votos da Família Lar Escola da Criança de Maringá!

Feliz Natal! Com muito carinho

 “Precisamos rever a atual maneira cristã de celebrar o Natal. É claro que não se trata de deixar de lado a alegria (Lc 2,10.20), mas de rimar a alegria com a fragilidade do Menino que nasce num curral ou numa cocheira de colocar comida para animais (Lc 2,7). Trata-se da necessidade de celebrarmos o Natal como a festa da revelação da bondade, da misericórdia e da ternura de Deus. Trata-se de alegrar-se com a vinda de um Jesus frágil, simples, escondido” (J. Lisboa Moreira)

20 dezembro, 2012

Humanidade vive a Era do Lixo

Com o descarte de 30 bilhões de toneladas de resíduo por ano, o lixo assumiu o contorno de uma calamidade civilizatória. O Brasil aparece no rol de um dos grandes geradores mundiais de lixo, aponta o consultor ambiental Maurício Waldman.
Em entrevista ao Instituto Humanitas Unisinos IHUWaldman lembrou o geógrafo francês Jean Gottman, que definiu o atual período de Era do Lixo. "Essa é a primeira vez na história que os resíduos passaram a ocupar um nexo central nas preocupações humana", diz Waldman.
A informação é publicada pela Agência Latino-Americana e Caribenha de Comunicação (ALC), 20-12-2012.
Os três segmentos que mais produzem descartes, responsáveis por cerca de 91% da geração do lixo do planeta, são a pecuária, a mineração e a agricultura. Os rejeitos residenciais respondem a apenas 2,5% do total, mas, segundo o consultor ambiental, é processualmente o mais importante de todos.
"Isso porque tudo ou quase tudo que se produz no mundo acaba descartado no saquinho que colocamos na calçada ou na lixeira do prédio", explica. A professora Annie Leonard, da Universidade de Carnell, nos EUA, destaca que para cada saquinho de lixo colocado na calçada existem outros 60 sacos de lixo descartados no processo de produção.
O problema deixa de ser apenas econômico, mas é um assunto "pavimentado por injunções sociais, políticas e culturais", assinala Waldman.
De 1991 a 2000, a população brasileira cresceu 15,6%, mas, no período, o descarte de lixo aumentou 49%. Em 2009, o Brasil teve um crescimento populacional de 1% e a produção de lixo, no mesmo tempo, aumentou 6%.
A metrópole de São Paulo é o terceiro polo gerador de lixo entre as capitais mundiais, perdendo apenas para Nova Iorque e Tóquio. No entanto, a pauliceia é a 11a ou 12a economia metropolitana do planeta, o que significa que paulistas geram muito mais lixo do que seria admissível.
Em termos de Brasil, o país abriga 3,06% da população mundial e gera 3,5% do Produto Interno Bruto global, mas gera, segundo estimativas, 5,5% do total mundial dos resíduos sólidos urbanos.
Como é impossível existir uma sociedade sem resíduos, o problema do lixo pode, contudo, "ser mitigado com o concurso de procedimentos inteligentes e práticas ambientalmente corretas", aponta o consulto ambiental e professor universitário. Ele defende a adoção, urgente, dos quatro "Rs" e nesta ordem: repensar, reduzir, reutilizar e reciclar.
"Em tempo", alerta Waldman, "precisamos acima de tudo repensar o conjunto da sociedade contemporânea"

19 dezembro, 2012

Por que cresce a violência no campo?


A violência rural é histórica, no sentido que é praticada pelas elites fundiárias sobre as populações com ou sem terra. O governo tem implementado políticas de combate à violência rural, mas tem sido pouco eficaz. Por outro lado, a resistência dos ruralistas no campo e a da Bancada Ruralista no Congresso Nacional, tem sido eficiente na obstrução das propostas e políticas públicas que se propõem a erradicar a violência no campo. 
É da competência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) desenvolver o programa “Paz no Campo”, porém o quadro de pessoal insuficiente complica a execução das ações que compõem o programa. Mediar conflitos não é um trabalho comum. Necessita um comprometimento humano e de vida que os concursos públicos não apuram.
Outro fator que pode impulsionar a violência rural é a consideração, por parte de setores governamentais, da existência de políticas de primeira e as de segunda classe, como a reforma agrária e a pesca. Os Ministérios do Desenvolvimento Agrário (MDA) e da Pesca e Aquicultura (MPA) são estigmatizados na estrutura do Executivo e seus ocupantes são politicamente desclassificados. Porém, há referências nacionais e internacionais que elevam as políticas de reforma agrária e as propostas que democratizam o acesso à terra e empoderam os beneficiários, as suas organizações representativas e os gestores que desenvolvem estas políticas. 
 Leia o texto na íntegra - Análise de Edélcio Vigna no portal do Inesc, 18-12-2012 sobre a violência no campo.

17 dezembro, 2012

Fim do mundo - Dom Anuar Battisti


Leia aqui uma reflexão do Arcebispo de Maringá, dom Anuar Battisti sobre o "fim do mundo".

De 2000 a 2010, aumentou em 708 mil o número de jovens entre 15 e 29 anos que não estudavam, não trabalhavam, nem procuravam ocupação

do Ipea
De 2000 a 2010, aumentou em 708 mil o número de jovens entre 15 e 29 anos que não estudavam, não trabalhavam, nem procuravam ocupação (“Nem, Nem”). Este dado está uma das notas técnicas do boletim Mercado de Trabalho nº 53, lançado no dia 4, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). 
Produzido pelas técnicas do Instituto Ana Amélia Camarano e Solange Kanso, o estudo verificou que 8,1 milhões de jovens estavam nesta condição em 2000 (16,9% da população jovem), atingindo 8,8 milhões em 2010.
Este fenômeno teve comportamento diferenciado por sexo. Enquanto o contingente masculino aumentou em 1,1 milhões de pessoas, o de mulheres diminuiu em 398 mil. Do total de homens jovens, 11,2% encontravam-se na condição de não estudar e não trabalhar em 2010. Entre as mulheres, a proporção foi mais elevada, 23,2%. 
A redução no número de mulheres jovens que não estudavam nem trabalhavam foi decorrente de um maior tempo passado na escola pelas mais jovens e de uma participação maior nas atividades econômicas pelas mais velhas. Do total que não estudavam e não participavam do mercado de trabalho, 67,5% eram mulheres, embora esta fatia venha decrescendo desde os anos 1980. 
Baixa escolaridade
Se, por um lado, aumentou a quantidade de pessoas na categoria “Nem, Nem”, por outro diminuiu o número de jovens que estudavam e trabalhavam - participavam da População Economicamente Ativa (PEA). Essa redução ocorreu principalmente entre os homens da faixa etária de 15 a 19 anos. 
Em 2011, tanto homens quanto mulheres que não estudavam nem trabalhavam apresentavam baixa escolaridade. Os homens tinham em média sete anos e as mulheres, oito. Os jovens que não estudavam nem trabalhavam estavam inseridos em famílias cujo rendimento médio domiciliar per capita era o menor dentre as famílias analisadas.
"É necessário políticas públicas que contribuam para uma inserção adequada desses jovens, seja na escola ou no mercado de trabalho", conclui Ana Amélia Camarano.

16 dezembro, 2012

Dom Pedro Casaldaliga e Dom Tomás Balduíno recebem Prêmio Direitos Humanos

Amanhã (17) a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH) vai entregar o Prêmio Direitos Humanos a pessoas e entidades que tenham trabalho relacionado a causa em todo o país, entre elas, os bispos Dom Pedro Casaldaliga e Dom Tomás Balduíno..
Trabalhos em diversas categorias serão premiados, como assistência a pessoas em situação de rua e a crianças e adolescentes, erradicação do trabalho escravo, enfrentamento à violência e à tortura, entre outros.
Dom Pedro Casaldaliga, que tem 84 anos e sofre de Mal de Parkinson, é conhecido pelo trabalho em comunidades indígenas na região de São Félix do Araguaia (MT). Ele já recebeu diversas ameaças de morte por atuar em defesa dos índios da região e teve que ser retirado de sua casa para local desconhecido depois que uma decisão judicial a favor dos índios Xavante tornou o clima mais tenso no município matogrossense.
Dom Tomás Balduíno também será homenageado por sua atuação pelos direitos indígenas. É fundador do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e atualmente é bispo emérito de Goiás, onde continua o trabalho com os índios. Dom Tomás também é conselheiro da Comissão Pastoral da Terra.
As homenagens e os prêmios serão entregues no Itamaraty, em Brasília. A solenidade contará com a presença da ministra da SDH, Maria do Rosário. O Prêmio Direito Humanos está na 18ª edição.

13 dezembro, 2012

Seis capitais concentram um quarto da riqueza brasileira

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro está concentrado em poucas cidades. Seis capitais são responsáveis por 24,9% de tudo o que o país produz em riquezas. São Paulo detém 11,8% do PIB nacional, seguido por: Rio de Janeiro(5%), Brasília (4%), Curitiba (1,4%), Belo Horizonte (1,4%) e Manaus (1,3%).

A reportagem é de Vladimir Platonow e publicada pela Agência Brasil, 12-12-2012.

Os dados fazem parte da pesquisa Produto Interno Bruto dos Municípios 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada hoje (12). Somadas, as riquezas dessas seis cidades, que abrigam 13,7% da população, correspondem a um quarto da geração de renda nacional.

Em todo o Brasil, com 5.565 municípios, metade de toda a renda nacional é produzida por apenas 54 municípios. A outra metade do PIB é dividido entre os demais 5.511 município. De forma geral, as capitais concentram especialmente atividades do setor de serviços, como bancos, financeiras, comércio e administração pública, exceto o caso de Manaus, onde existe uma participação maior do setor industrial, por causa da Zona Franca.

Fora as capitais, 11 municípios se destacam na participação do PIB, todos com equilíbrio entre serviços e indústria, agregando 8,6% da renda do país: Guarulhos (SP), com 1%; Campinas, 1%; Osasco, 1%; São Bernardo do Campo (SP), 0,9%; Betim (MG), 0,8%; Barueri (SP), 0,7%; Santos (SP), 0,7%; Duque de Caxias (RJ), 0,7%; Campos dos Goytacazes (RJ), 0,7%; São José dos Campos (SP), 0,6%; e Jundiaí (SP), 0,5%.

A concentração de renda é um fenômeno presente em todo o país, com maior ou menor grau. Na Região Norte, com 449 municípios, 50% da renda é produzida por apenas seis municípios. No Nordeste, o fenômeno da concentração também é evidente, com 21 dos 1.794 municípios responsáveis por agregar metade da renda regional.

No Sudeste, 50% da renda é produzida por apenas 15 dos 1.668 municípios. No Sul, com 1.188 municípios, 27 deles respondem por 50% da renda. No Centro-Oeste, com 466 municípios, somente Brasília responde por 42,8% do PIB.

Campanha defende 12 de dezembro como dia dos direitos de empregados domésticos

Uma campanha da Confederação Internacional Caritas, entidade ligada à Igreja Católica com representações em vários países do mundo, criada este ano está propondo a adoção de uma data mundial em favor aos direitos trabalhistas de empregados domésticos. A iniciativa "12-12-12” tem como objetivo estimular a adesão de países ao Convênio 189 (C189) da Organização Internacional do Trabalho (OIT) – que garante novos direitos laborais para trabalhadores do lar. A meta é que ao menos 12 países aprovem o Convênio até o fim deste ano.
Desde 2011, ano em que a OIT adotou o Convênio 189 e a Recomendação 201, que a complementa, como medidas de proteção aos trabalhadores e trabalhadoras domésticas, a Confederação Caritas vem promovendo o C189 e lutando por sua promulgação no maior número possível de países.O Brasil ainda não é signatário do acordo.
Segundo a OIT, a Convenção 189 se faz necessária pois aproximadamente 52,6 milhões de mulheres e homens maiores de 15 anos exercem, como atividade principal, a profissão de trabalhador (a) doméstico(a) - o que corresponde a cerca de 3,6% do emprego assalariado global. Esta grande parcela da população é geralmente excluída da proteção social e da legislação laboral., estando mais vulnerável à violações de seus direitos.
A grande maioria das pessoas que atuam nesta área é de mulheres - 43,6 milhões, ou seja, cerca de 83% do total-, muitas em situação de vulnerabilidade quanto a preconceitos, maus tratos e diversas outras situações de desrespeito. A Convenção pretende promover uma proteção mínima para as trabalhadoras domésticas que seja de fácil implementação.

A notícia é da Repórter Brasil, por Anali Dupré

12 dezembro, 2012

Poesia de Pedro Casaldáliga que antecipou sua perseguição

“Eu morrerei de pé como as árvores”, profetiza dom Pedro Casaldáliga.

A poesia Profecia Extrema está publicada no sítio espanhol Religión Digital, 09-12-2012.

Eis a poesia.

Eu morrerei de pé como as árvores.
Me matarão de pé.
O sol, como testemunha maior, porá seu lacre
sobre meu corpo duplamente ungido.

E os rios e o mar
serão caminho
de todos meus desejos,
enquanto a selva amada sacudirá, de júbilo, suas cúpulas.

Eu direi a minhas palavras:
- Não mentia ao gritar-vos.
Deus dirá a meus amigos:
- Certifico
que viveu com vocês esperando este dia.

De golpe, com a morte,
minha vida se fará verdade.

Por fim terei amado!

Carta da comunidade Xavante de Marãiwatsédé à sociedade brasileira


“Nem fazendeiro, nem posseiro viviam aqui antes de 1960. Era só índio, os anciãos lembram, só tinham duas casas em São Félix do Araguaia”
"A lei federal, a Constituição, as autoridades estão do nosso lado. As autoridades da Força Nacional, Exército, Polícia Federal estão do nosso lado porque a presidente Dilma sabe que a terra é dos Xavante de Marãiwatsédé. Agradecemos as autoridades e todas as entidades que nos apoiam nessa luta da verdade contra a mentira." Escreve o cacique da aldeia Marãiwatséd Damião Paridzane na Carta à sociedade brasileira publicada pelo portal do Cimi. Leia aqui a carta da comunidade Xavante de Marãiwatsédé à sociedade brasileira

Invasores começam a ser retirados de Terra Indígena Marãiwatsédé


Após 20 anos, povo Xavante pode reaver suas terras. Notificações e listas oficiais do governo revelam envolvimento de latifundiários, vereadores, prefeitos e até um desembargador na ocupação ilegal. Leia aqui a reportagem de Andreia Fanzeres e Daniel Santini e publicado pela Agência Reporter Brasil.

10 dezembro, 2012

Entidades divulgam nota de solidariedade a dom Pedro Casaldáliga

As entidades que assinam esta nota querem externar sua mais irrestrita solidariedade a Dom Pedro. Desde o momento em que pisou este chão do Araguaia e mais precisamente, desde a hora em que foi sagrado bispo da Prelazia de São Félix do Araguaia, sua ação sempre se pautou na defesa dos interesses dos mais pobres, os povos indígenas, os posseiros e os peões. Todos sabem que Dom Pedro e a Prelazia sempre deram apoio a todas as ocupações de terra pelos posseiros e sem terra e como estas ocupações foram o suporte que possibilitou a criação da maior parte dos municípios da região. Leia na íntegra a nota

PUCPR abre inscrições para o Vestibular de Janeiro em Londrina, Maringá e Toledo

Provas serão aplicadas no dia 20 de janeiro, das 9 às 13h. Período de inscrição online encerra no dia 12; inscrições presenciais podem ser feitas de 14 a 17
Estão abertas as inscrições para o Vestibular de Janeiro da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), com vagas para os Câmpus Londrina, Maringá e Toledo. O prazo para inscrições online termina no dia 12 de janeiro; de 14 a 17 as inscrições poderão ser feitas presencialmente no Siga de cada Câmpus. A taxa de inscrição, com desconto, é de R$ 50 até o dia 4 de janeiro – após este prazo, o valor será R$ 90. O candidato deve acessar o site www.pucpr.br e efetuar a inscrição. As provas serão realizadas no dia 20 de janeiro (domingo), das 9h às 13h, nos Câmpus Londrina, Maringá e Toledo.
Confira os cursos ofertados em cada Câmpus:
Câmpus Londrina: Administração, Ciências Contábeis, Direito, Engenharia de Produção, Psicologia e Teologia (bacharelado).
Câmpus Maringá: Administração, Direito e Filosofia (licenciatura).
Câmpus Toledo: Administração, Agronomia, Ciências Biológicas (bacharelado), Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem, Engenharia Ambiental, Engenharia de Produção, Farmácia, Medicina Veterinária e Psicologia.

08 dezembro, 2012

Governadores do PSDB se colocaram contra a redução da tarifa de energia elétrica

O MAB vem a público denunciar o Governo Alckmin e também os governadores do PSDB de Minas Gerais e do Paraná por terem se posicionado contra a redução das tarifas de energia elétrica ao povo brasileiro. Não temos dúvida nenhuma que estes governadores e a base parlamentar – deputados e senadores – que se somaram a esta posição, agiram para beneficiar os setores rentistas, os especuladores.
A CESP (São Paulo), a CEMIG (Minas Gerais) e a COPEL (Paraná) não aderiram a renovação das concessões por orientação de seus governadores e de sua base parlamentar aliada porque cerca de 70% das ações destas empresas já estão privatizadas e juntas, em 2011, tiveram um lucro próximo a R$ 4 bilhões. No mesmo ano remeteram aproximadamente R$ 3 bilhões de lucro aos acionistas. Para continuar atendendo aos interesses dos especuladores, não aderiram à renovação e não aceitaram reduzir as tarifas de energia. Ou seja, preferiram ficar contra o povo e a favor dos acionistas das bolsas de valores.
Estas usinas estavam vendendo sua energia próximo a R$ 100,00 por MWh e com a medida do Governo Dilma deveriam vender por cerca de R$ 37,00 pelo mesmo MWh. As empresas estatais federais já aceitaram a renovação, no entanto os governadores do PSDB de São Paulo, Minas Gerais e Paraná se colocaram contra e não aceitaram reduzir nenhum centavo nas tarifas.
Depois do processo de privatização do setor elétrico brasileiro nos anos 90 realizado pelo PSDB de FHC, as tarifas de energia elétrica aumentaram muito, a tal ponto que a população brasileira paga uma das tarifas mais altas do mundo, mesmo que tenhamos um custo de produção dos mais baixos. Os lucros passaram ser extraordinários. Somente a transnacional francesa Suez Tractebel enviou para fora do Brasil cerca de R$ 8 bilhões nos últimos anos. Além disso, das doze empresas que mais remetem lucro aos acionistas, nove são do setor elétrico. Isso revela o alto grau de exploração que o povo brasileiro tem sofrido através das tarifas de energia elétrica.
Parte importante do setor elétrico brasileiro...continue lendo...

Dom Anuar, parabéns pelos 32 anos de Ministério Presbiteral


Ser “Pastor” é importar-se com o outro numa dimensão de quem cultiva uma planta muito rara que necessita de atenção, amor e cuidado... .
Que o nosso Deus o abençoe para que com carinho continue sendo este pastor amigo e companheiro.

07 dezembro, 2012

Sugestão de Leitura

Como sugestão de leitura, apresento três textos que contribuirá com sua reflexão a respeito do evangelho que várias de nossas igrejas proclamarão nesse final de semana

Para refletir


Notícias das CEBs

REDE CEBs DE COMUNICAÇÃO

Falta 13° meses para o 13° INTERECLESIAL  de CEBs. Inter = entre/encontro, Eclesial = Igreja, encontro entre os animadores/articuladores de CEBs das Dioceses do Brasil. Acontecerá nos dias 07 à 14  de janeiro de 2014 na cidade de Juazeiro do Norte, Diocese de Crato no Regional Nordeste I – Ceará. Vejam aqui outras notícias das CEBs no Brasil.

05 dezembro, 2012

A Igreja precisa ser aquela que ama e é amada pelo povo

Diante do contexto socioeconômico, quantas pessoas nascem e se criam à margem de qualquer oportunidade de estudo e trabalho e, por conseqüência, sem horizontes mais amplos. No fundo, deparamo-nos com um modelo político e econômico que, impulsionado pelo motor do lucro e da acumulação de capital, abandona ao desdém e à própria sorte boa parcela do povo - a exclusão social - cresce o numero do povo sofrido.

É preciso formar lideranças; investir nas pessoas, simples ou não, escolarizada ou não que possam chegar até esse povo sofrido com palavras boas, de acolhida, de carinho e de esperança. Palavras capazes de curarem feridas e motivar para a vida, sem fantasiar ou fugir da realidade. Não se resolve nada fingindo que o problema não existe.

É preciso despertar nas lideranças o gosto para contar lindas histórias de amor, de luta, de entrega, de paz e solidariedade. Histórias essas vividas por Jesus e por tantas mulheres e homens, de ontem e de hoje, que derramaram e derramam seu sangue no campo e na cidade, resgatando o povo sofrido. A Igreja precisa reaprender a falar de Jesus crucificado nos pobres.

A Igreja precisa ser aquela que ama e é amada pelo povo, para tanto, se faz necessário reafirmar a opção pelos pobres, reafirmar como uma Samaritana a serviço da vida - “Viu, aproximou-se, sentiu compaixão e curou-lhe as feridas” (Lc 10, 33-34).  A participação leiga de forma ativa, criativa e responsável, dentro e fora da Igreja, é fundamental para a evangelização. Sua missão, própria e específica, se realiza no mundo de tal modo que, com seu testemunho e sua atividade, contribui para a transformação das realidades e para a criação de estruturas justas segundo os critérios do Evangelho (cf. DA, 2007, nl. 210, p.102).

04 dezembro, 2012

Para refletir


Solidariedade com as famílias atingidas pela seca. Nota do Regional Nordeste 2 da CNBB

Em solidariedade à população nordestina que sofre com o pior período de estiagem dos últimos 30 anos, os bispos do Regional Nordeste 2 da CNBB (Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte), divulgaram uma nota.
No texto, os bispos solicitam aos poderes públicos competentes “a necessária agilidade, eficiência e transparência na execução dessas políticas públicas emergenciais que possam amenizar a sede e a fome das pessoas e dos rebanhos, na cidade e no campo, em centenas de Municípios de nossos Estados”. Leia a nota na íntegra aqui 

03 dezembro, 2012

Vídeos temáticos para ampliar o debate sobre a iniciativa popular pela reforma política

Plataforma dos Movimentos Sociais e pela Reforma Política e o Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral (MCCE), com a proposta de informar a população sobre os argumentos que permeiam a defesa de um novo sistema político no Brasil, lançou a Série de vídeos temáticos ‘Reforma Política Já’.
Os quatro vídeos que compõem a série falam sobre: Democracia direta, Democracia representativa, Financiamento público de campanhas e Plebiscito e referendo e buscam ampliar o debate sobre a iniciativa popular pela reforma política.
Para além de buscar assinaturas para um novo Projeto de Lei de Iniciativa Popular, assim como ocorreu com a lei Ficha Limpa, as organizações têm a intenção de contribuir para a formação política, o fortalecimento da cultura democrática e tirar dúvidas da população. Assine o Projeto de Lei aqui.
A Plataforma e o MCCE reúnem uma rede de fóruns e entidades de diversas partes do país, que objetivam mobilizar a sociedade por meio dos vídeos, cartilhas e programas de rádios.
Confira os vídeos clicando nos links:
Democracia representativa

"Vamos continuar fazendo política de maneira correta séria, correta e tr...

30 novembro, 2012

''Fui expulso por acreditar que as mulheres também são chamadas a ser sacerdotes''

"Frente a uma injustiça, o silêncio é a voz da cumplicidade".
Publicamos aqui o artigo de Roy Bourgeois, sacerdote daSociedade dos Padres e Irmãos de Maryknoll, recentemente dispensado pelo Vaticano pela sua postura de defesa à ordenação de mulheres. O artigo foi publicado no sítio Religión Digital, 28-12-2012. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Eis o texto.
Fui sacerdote católico da congregação de Maryknoll por 40 anos. Quando eu era jovem, aproximei-me da Maryknoll por causa do seu trabalho pela justiça e pela igualdade no mundo. Agora, é muito difícil e doloroso ser expulso da Maryknoll, da sua comunidade e do sacerdócio por acreditar que as mulheres também são chamadas a ser sacerdotes.
Vaticano e a Maryknoll podem me despedir, mas não podem fazer desaparecer a questão da igualdade de gênero na Igreja Católica. A exigência por igualdade de gênero afunda suas raízes na justiça e na dignidade, e essas coisas não vão desaparecer.
Como católicos, professamos que Deus criou os homens e as mulheres com igual valor e dignidade. Como sacerdotes, professamos que o chamado ao sacerdócio vem de Deus, só de Deus. Como podemos nós, como homens, dizer que o chamado de Deus que nós recebemos é autêntico, mas o chamado de Deus para a mulher não o é?
A exclusão das mulheres do sacerdócio é uma grave injustiça contra as mulheres e contra a nossa Igreja, já que o nosso Deus é um Deus de amor que chama homens e mulheres a serem sacerdotes.
Frente a uma injustiça, o silêncio é a voz da cumplicidade. Minha consciência me obrigou a romper meu silêncio e a enfrentar o pecado do sexismo na minha Igreja. O único que eu lamento é que eu demorei tanto tempo para tomar uma posição de questionar o poder e a dominação masculina na Igreja Católica.
No meu livro My Journey from Silence to Solidarity [Do silêncio à solidariedade], explico mais detalhadamente a minha posição sobre a ordenação de mulheres e como cheguei a ter essas convicções.

Para mais informações, acesse www.roybourgeoisjourney.org.

Fonte: IHU

Uma mistura que não combina!

Por Dom Anuar Battisti
 “Segundo a OMS, morrem no mundo, cerca de 1,2 milhões de pessoas todos os anos por causa da violência no trânsito, enquanto 20 a 50 milhões ficam feridas. A maioria das vitimas são adultos e jovens e os acidentes de trânsito causam mais de 50% das mortes entre 15 a 44 anos. No Brasil, 145.920 pessoas foram internadas em decorrência dos acidentes de trânsito em 2010.
De acordo com a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), a utilização de bebidas alcoólicas é responsável por 30% dos acidentes de trânsito. Segundo o Ministério da Saúde, metade das mortes está relacionada ao uso de álcool por motoristas.
Estatísticas mostram que a simples ingestão de dois copos de cerveja pode aumentar o tempo de reação de 0,75 para quase 2 segundos. Aproximadamente 90% do álcool ingerido são absorvidos em uma hora, mas a eliminação demora de seis a oito horas.  Leia aqui na íntegra

29 novembro, 2012

Brasil atinge menor desigualdade de renda em 30 anos, diz estudo do IBGE

O Brasil alcançou em 2011 sua menor desigualdade de renda em 30 anos, segundo dados da Síntese dos Indicadores Sociais (SIS), estudo feito com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) e divulgado ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E chama a atenção nessa redução a melhoria de renda das camadas mais pobres da população brasileira, principalmente na última década.
Os números comprovam que os 20% mais pobres conseguiram um aumento de renda significativo na última década - de 2,6%, em 2001, passaram a acumular 3,5% do total de riqueza do País em 2011. Esse aumento de 0,9 ponto porcentual no rendimento dos mais desfavorecidos correspondeu uma queda de 6 pontos porcentuais na riqueza acumulada pelos 20% mais ricos no período. Essa gangorra entre os dois extremos pode ser lida de outra forma: na prática, o grupo social mais privilegiado viu sua renda, equivalente a 24 vezes o que ganhavam os 20% mais pobres em 2001, cair para 16,5 vezes em 2011. Apesar da queda, esse indicador ainda deixou o Brasil distante de alguns países desenvolvidos da Europa, onde a relação entre os mais ricos e os mais pobres é de quatro a seis vezes. 
"As políticas sociais estão começando a se articular e dar resultado", disse a gerente da Coordenação de População e Indicadores Sociais, Ana Lucia Saboia. Leia a matéria na íntegra

Esperança de vida ao nascer em 2011 era de 74,08 anos

Em 2011, a esperança de vida ao nascer no Brasil era de 74,08 anos (74 anos e 29 dias), um incremento de 0,31 anos (3 meses e 22 dias) em relação a 2010 (73,76 anos) e de 3,65 anos (3 anos, 7 meses e 24 dias) sobre o indicador de 2000. Assim, ao longo de 11 anos, a esperança de vida ao nascer no Brasil, incrementou-se anualmente, em média, em 3 meses e 29 dias. Esse ganho na última década foi maior para os homens, 3,8 anos, contra 3,4 anos para mulheres, correspondendo um acréscimo de 5 meses e 23 dias a mais para os homens do que para a população feminina. Mesmo assim, em 2011 um recém-nascido homem esperaria viver 70,6 anos, ao passo que as mulheres viveriam 77,7 anos. Essas informações estão na Tábua de Mortalidade da população do Brasil para 2011, que incorpora os dados populacionais do Censo Demográfico 2010, estimativas da mortalidade infantil com base no mesmo levantamento censitário e informações sobre notificações e registros oficiais de óbitos por sexo e idade. A partir das informações do Censo, foram feitas também revisões na série histórica.
A revisão das taxas de mortalidade com base nos dados do Censo 2010 revelou que o Brasil alcançou, já em 2010, o quarto Objetivo de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que tem como meta reduzir em dois terços, até 2015, a mortalidade de crianças menores de cinco anos, tendo 1990 como ano-base para início da série temporal. Em 1990, esta taxa era de 59,6 por mil e dois terços deste valor representariam uma redução de 39,7 por mil, chegando em 2015 com uma taxa de 19,9 por mil. A taxa de mortalidade na infância revisada para 2010 foi de 19,4 por mil, abaixo, portanto, desse patamar.
A taxa de mortalidade infantil para o Brasil, em 2011, foi estimada em 16,1 óbitos por mil nascidos vivos, indicando queda de 76,7% no período de 1980/2011. O mesmo comportamento foi observado na taxa de mortalidade da infância (18,7 por mil em 2011), representando redução de 49,0% em relação ao ano de 2000, cujo valor foi de 36,6 por mil. Mais informações aqui

Reajuste das tarifas dos pedágios nas estradas do Paraná

Entra em vigor a partir da zero do próximo sábado o reajuste das tarifas dos pedágios nas estradas do Paraná. O último reajuste havia sido feito em 1º de dezembro de 2011. O aumento em relação ao contrato de concessão do Lote 2 do Anel de Integração do Paraná, administrado pela Viapar, será de 4,56%. Veículos leves passarão de R$ 5,80 a R$ 6,10 (praças de Arapongas e Mandaguari), de R$ 7,90 a R$ 8,20 (Presidente Castelo Branco) e de R$ 8,70 a R$ 9,20 (Floresta, Campo Mourão e Corbélia).
Nas praças de Arapongas e Mandaguari, ônibus (valor por eixo) pagarão R$ 6,10, caminhões (por eixo) R$ 5,20 e motocicletas, R$ 3,10. Em Presidente Castelo Branco, a tarifa para ônibus será de R$ 8,20; caminhões, R$ 6,90; e motos, R$ 4,10. Nas praças de Floresta, Campo Mourão e Corbélia, os valores serãpo de R$ 9,20 (ônibus), R$ 7,70 (caminhões) e R$ 4,60 (motocicletas).

Fonte: site do Rigon

Cartilha Romaria da Amizade de Reginaldo Veloso

Este é o título da primeira de uma série de cartilhas, com o objetivo de contribuir na formação e animação das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), tendo em vista o 13° Encontro Intereclesial de CEBs, de 7 a 11 de janeiro de 2014, em Juazeiro, Ceará.

As CEBs de todo o Brasil se preparam para uma grande Romaria. Elas se colocarão em caminhada para o 13° Encontro Intereclesial de CEBs, que acontecerá em janeiro de 2014, em Juazeiro do Norte, Ceará, terra do padre Cícero e de todos os romeiros e romeiras.
Até lá, muitas romarias serão feitas, mobilizando milhões de pessoas, que se dirigem aos muitos santuários espalhados por todo o Brasil.
Os romeiros e romeiras, em suas caravanas comunitárias, partilham a vida, a fé, a devoção, as preces e os cantos, próprios de um acontecimento assim. Mas, principalmente, cultivam a amizade, as boas conversas, a memória dos "causos" e tudo aquilo que faz parte da vida cotidiana das pessoas, seja na cidade, seja na roça.
Esta cartilha traz um relato muito animado de uma romaria entre Recife e Juazeiro do Norte, registrado por Reginaldo Veloso. Aqui, ele partilha conosco uma experiência, como ele mesmo diz, "que já leva mais de 20 anos".

Valor unitário: R$ 3,50 (+ correio) R$ 5,00
5 exemplares: R$ 15,00 (+ correio) R$ 22,00

10 exemplares: R$ 30,00 (+ correio) R$ 38,00
Encomendas
Iser Assessoria

Tel.: (21) 2524-9761