20 junho, 2008

"Espaço da Comunidade"

Por: Tiago Felipe V.M.Silva
Querida Lúcia, parabéns pelo seu trabalho, seu blog que tanto tem contribuído e pelo espaço da comunidade. A comunicação da arquidiocese ganhou muito com seu blog, ele vem contribuindo principalmente entre as lideranças como meio de divulgação, informação, articulação, conscientização.
Minha colaboração nesse espaço é que os meios de comunicação da arquidiocese devem estar a serviço das 4 prioridades assumidas (família, CEBs, promoção da vida e ação social e a juventude). Alegro-me porque percebo um avanço nos meios de comunicação. Confesso que fiquei surpreso com a rádio colméia ao ver divulgando a manifestação articulada por vc Lúcia a respeito do aumento do salário dos vereadores, que não aconteceu graças à mobilização de nossa igreja. Mas é preciso avançar muito mais.
O jornal Maringá Missão precisa ganhar um novo rosto. Ele é muito eletizado, prova disso foi a edição que publicou sobre a assembléia arquidiocesana, só deram espaço para as pessoas que tinham título, parece que só tem espaços os doutores, professores universitários, psicólogos, infelizmente isso ocorre também nas outras edições do jornal, claro que eles também devem ter espaço. Mas só eles? Talvez seja por isso que na pesquisa ele apareceu com apenas 4,47% já que a pesquisa mostrou que apenas 11,72% têm ensino superior. Um rosto mais popular com mais representatividade do povo acho que atrairia muito mais. Os não intitulados precisam também de espaço.
Proponho que a Radio Colméia, Jornal Maringá missão e a TV 3º. Milênio adote o “espaço da comunidade” como este do blog da Lúcia. Que cheguem até o povo, abra espaço, façam entrevistas, divulguem e publiquem seus trabalhos, lutas. Quantas experiências lindas têm o povo nas diversas paróquias da arquidiocese. Um abraço

5 comentários:

Onildo Luiz disse...

Concordo com o Thiago quando ele diz que os meios de comunicaçao da diocese precisam melhorar. Mas acho que ha algumas imprecisoes. Parece-me que quem tomou a iniciativa de organizar um grupo para estar na camara de vereadores e acompanhar a votaçao sobre o aumento de salario dos vereadores foi um grupo da paroquia Sao José. A Lucia procurou divulgar esta iniciativa e motivar outros que quisessem participar.
Quanto a Radio Colméia: seus dez mil socios com certeza nao sao formados pela elite da regiao. A maioria sao pessoas simples que acompanham a programaçao da Radio Colméia AM.
Jornal Maringa Missao: todas as vezes que o Pe. Orivaldo Robles, responsavel pelo jornal falou sobre isso nas reunioes do clero ele sempre afirmou que quem quisesse poderia mandar os artigos para o jornal. Na referida ediçao aparecem artigos dos mais variados segmentos e me parece que nao sao so da elite... Quanto ao indice de conhecimento do jornal uma outra explicaçao poderia ser o fato de que as pessoas conhecem sim o Maringa Missao afinal a ultima ediçao teve uma tiragem de 19.000 exemplares. Nao é pra qualquer um. O que as pessoas nao souberam dizer é que apesar de conhecerem o Maringa Missao nao sabiam que ele era um meio de comunicaçao da Diocese de Maringa.
Quanto a um blog, nao se esqueça, caro Thiago, que acesso a internet ainda é algo pra poucos. Eu diria, que ainda é para uma elite...Quantas das pessoas simples que voce cita tem acesso a este meio de comunicaçao?
Enfim, mais uma vez, concordo que podemos melhorar muito. Mas sejamos mais justos nas nossas opinioes.
Pe. Onildo Luiz Gorla Junior

Caroline Rocha disse...

Contemplo tudo que o Padre Onildo descreve no comentário acima sobre os Meios de Comunicação da Arquidiocese. Há muitos problemas á serem revistos, que tenho certeza que serão discutidos, analisados e apresentados.

Só que tem uma coisa: Os Meios de Comunicação da Arquidiocese necessitam de mais pessoas que trabalham com responsabilidade e que assumam verdadeiramente projetos.

Por exemplo, na TV 3º Milênio há diversos programas em aberto desde a sua criação (há 20 anos atrás). São programas com temáticas de Saúde, Educação, Agricultura, Cultura,Arte, Literatura, Vocacional, CEBs, Jornalismo,... só que as pessoas (grupos, pastorais e movimentos) não procuram os responsáveis para propor novos projetos e muito menos se responsabilizam por estes. Não é apenas propor, tem que assumir integralmente (produção, criação, financeiro...).

Às vezes, quando as pessoas falam que os Meios de Comunicação da Arquidiocese "serve" para poucos (ou da elite), como ouvi dias atrás, fico me questionando quantos projetos de programas já foram apresentados para ir ao ar na TV nos últimos meses? Aquelas pessoas que criticam, por acaso algum dia mandaram um artigo para o pe Orivaldo publicar no MM? Quantas vezes foram na Rádio Colméia (ou mesmo ligaram) para dizer que estão abertos para ajudar?

Infelizmente, muitos só lembram dos meios de comunicação quando tem que divulgar algo que interessam. Isso é uma pena!

Quanto aos Blogs, acredito ser uma das ferramentas mais fáceis e ágeis que a Web disponibiliza hoje (Ao contrario dos sites, que necessitam do entendimento de HTML e mecanismos mais complexos). Isso facilita o trabalho de postagem e disponibilidade de informações de forma rápida, interativa, multimídia...
Também parabenizo a Lúcia pela iniciativa. Acredito que ela rompeu uma barreira muito grande com relação à utilização desta ferramenta por integrantes da Arquidiocese. Muitas outras pessoas (grupos, movimentos e pastorais), instigadas pela iniciativa da Lucia, nos procuraram para criarmos novos blogs. Nós próximos meses, esperamos criar diversos outros blogs vinculados ao site “Arquimaringa”.

Não somos utópicos em dizer que tudo está as mil maravilhas, que não está! Mas estamos procurando melhorar sempre. (Inclusive pedimos sugestões, criticas e ajudas)

Tenham todos um bom domingo!!!!

Caroline Rocha - Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Maringá /
SIAM: siam@arquimaringa.org.br MSN: caroli_rocha@hotmail.com
SKYPE: Carol Rocha

Luis disse...

Concordo com o Tiago e quero deixar mais claro alguamas colocações dele.
1) Ele tem razão quando diz que a Lúcia articulou a ida a camara. Ele não disse que ela organizou, deu a idéia, ele foi bem claro articulou. Faço até uma observação: naquele dia na camara da paróquia São José tinha mais ou menos 5 pessoas e também não levaram a faixa como combinado. portanto vejo que a articulaçao da Lúcia que levou outras pessoa e meios também a articular a participação teve uma importância significativa.
2) Quando o Tiago referiu a elite na minha interpretação ele referiu ao jornal mariga missão e não a rádio colméia, parece que o padre fez uma interpretação errada.
3) a proposta do Tiago parece boa, vale a pena discurtir sobre ela.

Rafael disse...

Olá Lucia, gosto de ver o seu entusiasmo em relação ao seu blog. Eu como jornalista, preciso me esforçar mais para cuidar do meu pequeno espaço que tenho na internet.

Acredito que o padre Onildo escreveu muito bem em relação ao comentário do Tiago.

Em tudo sempre temos que melhorar e com o trabalho de comunicação da Arquidiocese é a mesma coisa. Precisamos avançar muito, mas para isso precisamos ao menos conhecer e tentar ajudar.

Ele disse que poderíamos criar o "Espaço da Comunidade", esse quadro já existe em nossa programação. A um bom tempo estamos no ar com o programa Comunidade em Destaque, todos os sábados. Visitamos as paróquias, comunidades, entidades, etc. È só querer agendar um programa que vamos até o local e apresentamos ao vivo. O que muita gente pensa é que tudo isso é de graça e não sabe que para realizar algo assim gastamos muito. Vivemos da doação do povo e com o patrocínio de algumas empresas, pois para manter uma rádio no ar 24 horas não é brincadeira. Já o Maringá Missão é produzido por voluntários. Seria legal um dia conhecer o trabalho que dá escrever, editar e diagramar o jornal. Acredito que quando não estamos felizes com algo, precisamos oferecer caminhos e quem sabe também começar a colocar a mão na massa e dedicar parte do seu dia fazendo um jornal e no final quando tudo estiver pronto não receber nem um muito obrigado. È hora de pensar e começar ajudar, em tudo temos que melhorar, só não podemos criticar sem caridade, pois se for assim, deixamos o nosso cristianismo de lado e começamos a entrar por outro caminho.

Em relação a minha posição no caso dos salários da câmera de vereadores é minha missão como jornalista da Rádio denunciar as injustiças presentes em nossa sociedade.

Um grande abraço,

Rafael Soares

Ana Paula disse...

Olá querida Lúcia.

Achei interessante a proposta do Thiago e que houve má interpretação na participação dele. Eu entendi que quando ele se referiu a elite foi apenas em relação ao Maringá Missão e não em relação a rádio Colméia e com relação a ida na camara não houve falta de informação por parte do Thiago, acho que ele esta certo quando disse q. a Lúcia articulou. quando uma pessoa articula alguma coisa não significa que a proposta seja dela, foi o que ocorreu. Ela articulou, uniu pessoas para colocar em pratica uma proposta.
Vejo com muuita alegria o trabalho dela. É importante saber que seus contatos vai além da igreja, ela consegue chegar até sindicatos e movimentos sociais. Ë um trabalho que ela gosta de fazer, faz muito bem e se coloca a disposição de todos e vem alcançando um bom resultado. Precisamos acolher e usar este espaço.